• Quarta-feira, 29 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Chuvas no Matopiba e Mato Grosso seguirão atrapalhando a colheita


Quarta-feira, 8 de abril de 2015 - 17h05

Para a próxima semana (até 15/04) as previsões apontam chuvas distribuídas por todo país, com exceção do Rio Grande do Sul, onde não deve chover.


A escassez de chuva colabora com a colheita da safra de verão de soja, milho e arroz no estado. Já no período seguinte, entre 15 a 23/04, está previsto um acumulado de chuvas de 20mm, o que pode beneficiar produtores que decidirem plantar suas pastagens de inverno após a colheita dos grãos.


Para os próximos sete dias, deve chover até 90mm em grande parte da região Norte.


A previsão para próxima semana do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) aponta até 100 mm de chuvas  em Mato Grosso, Goiás e na região do MATOPI, importante produtora de grãos que compreende os estados do Maranhão, Tocantins e Piauí. Nesta parte do país as chuvas devem continuar atrapalhando a já atrasada colheita da safra verão. Além da dificuldade em colher e plantar a segunda safra, a chuva durante a colheita aumenta a quantidade de grãos "ardidos".


Os agricultores do MATOPI a partir da segunda quinzena do mês, podem encontrar melhores condições para suas operações. Em Mato Grosso a precipitação acumulada deve ser menor neste período porém, em algumas regiões deve continuar prejudicando as operações de colheita. 


Previsão de chuvas para os períodos de 8 a 15/04 e 15 a 23/04, em milímetros.


Em parte do centro norte do país, os produtores que já colheram a safra de verão e estão com a segunda safra de milho semeada, o volume de chuva esperado para os próximos dias deve trazer benefícios a sua lavoura.


 As áreas de pastagem nestes estados também devem ser favorecidas pelas chuvas permitindo ao produtor manter os animais nos pastos e tentar negociar preços melhores para a arroba.


No Mato Grosso do Sul, até o dia 15/4 o volume de chuvas acumulado deve girar em torno de 20mm, abaixo da normalidade deste período no estado. Isso pode afetar a germinação da safrinha de milho.


A região sudoeste também deve acumular volume de chuva menor que o normal para o período, principalmente em São Paulo e Minas Gerais. A partir da segunda metade do mês as precipitações devem aumentar, acumulando em torno de 30mm. 


Colaborou Paulo Verdi, graduado em engenharia agronômica e em treinamento pela Scot Consultoria.



Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook