• Sexta-feira, 22 de setembro de 2017
Scot Consultoria

Como produzir um bezerro por vaca por ano


Quarta-feira, 12 de abril de 2017 - 15h50

-A +A

por Leonardo Souza

Médico Veterinário pela Universidade Federal de Goiás, especialista em Pecuária de Corte pelo Rehagro, sócio-diretor da Qualitas Melhoramento Genético, com 21 anos de atuação nas áreas de gestão, produção e melhoramento genético. O Programa Qualitas de Melhoramento Genético conta com mais de 40 fazendas, nos estados de GO, TO, RO, SP, PR, MG e MT e também na Bolívia, totalizando um rebanho de mais de 250.000 cabeças.


Foto: Faz. Capivara – Piacatu - Sp


A vaca de corte, do ponto de vista produtivo, é um dos animais mais ineficientes que existem.


As mais eficientes produzem um único bezerro por ano, mas no Brasil, em média elas produzem um bezerro a cada 15 meses!


Para piorar, a idade média ao primeiro parto das vacas brasileiras está entre três e quatro anos de idade.


E qual o impacto disso em um rebanho de cria? Os dois fatores afetam diretamente a produtividade da fazenda, e consequentemente a rentabilidade por área.


Se uma vaca produz um bezerro a cada 15 meses, isto significa dizer que por ano ela produz 0,75 bezerro. Se o intervalo for de 14 meses, isto significa 0,83 bezerro por ano e se for de 13 meses, produz-se 0,92 bezerro por ano.


Para piorar ainda mais, a média do índice de desmama das vacas brasileiras não chega a 65,0%.


Juntando-se os dois índices: 75,0% de um bezerro por ano X 65,0% de índice de desmama. Para cada 100 fêmeas expostas à monta o Brasil produz, por ano, 49 bezerros. Ou seja, uma vaca produz menos de 0,5 bezerro por ano.


E como mudar esta situação? Nós sugerimos uma única medida.


Para que as vacas produzam um bezerro por ano, devemos considerar o período de gestação e o tempo que a vaca dispõe para emprenhar novamente.


Em média o período de gestação da vaca Nelore é de 295 dias. Portanto, para ela produzir um bezerro a cada 365 dias (um ano), ela só tem 70 dias (295+70=365) para emprenhar novamente.


Assim sendo, para que todas as vacas de um rebanho produzam um bezerro por ano, precisamos fazer uma estação de monta de 70 dias!


Só com essa medida já passamos de 49 bezerros para 65 bezerros para cada 100 vacas expostas à reprodução. Aumentamos a produção de bezerros em 32,0%!


Se melhorarmos o índice de desmama podemos ter de 75 a 80 bezerros para cada 100 vacas ao ano. Aumento de 53,0 a 63,0% na produção de bezerros.


Para conseguir, executar uma estação de monta de 70 dias, a ferramenta mais importante é a IATF. Com ela podemos emprenhar uma vaca com cerca de 35 dias após o parto. Sem ela, as vacas, retornariam em cio somente 60 a 70 dias após o parto, isso se estiverem com bom escore corporal.


Esta gestação antecipada permite que na próxima estação de monta a vaca possa ser inseminada no 1o. dia da estação de 70 dias, dando a ela a oportunidade de ter ainda mais três cios naturais após a IATF.


Além disso, a evolução tecnológica, com a detecção precoce de gestação com 22 dias após a IATF, já permite que uma vaca seja inseminada a cada 24 dias. Ou seja, uma vaca que tenha sido inseminada no primeiro dia da estação de monta pode ser inseminada três vezes em 48 dias de estação e ainda terá a oportunidade de mais um repasse com touro em um período de 70 dias!


A estação de monta de 70 dias promove ainda a otimização da utilização da mão de obra da fazenda. Quando se inicia a estação de monta, todos os bezerros já nasceram. Ou seja, não há colaborador trabalhando na maternidade. A dedicação é exclusiva à estação de monta. E isso ocorre para todos os manejos com o rebanho.


Além disso, a estação de monta curta, melhora a uniformidade dos bezerros, pois sabemos que há uma diferença de até 20 kg no peso de desmama de bezerros nascidos em dois meses consecutivos. Imagine a diferença de pesos de desmama em fazendas com estações de quatro meses!


Portanto, a estação de monta de 70 dias resulta em:


- Um bezerro por vaca ano;


- Bezerros mais pesados e uniformes na desmama;


- Otimização do trabalho dos vaqueiros da fazenda.


Mas para ter sucesso em uma estação de monta de 70 dias, o mais importante é a condição corporal das vacas antes do parto, e a disponibilidade de forragem após o parto. Se precisarmos corrigir a condição das vacas antes do parto, o momento certo é logo após a desmama.


E para garantir boa disponibilidade de forragem após o parto você deve conhecer a índice pluviométrico e a distribuição das chuvas de sua fazenda, ajustando o início da estação de monta com o início da disponibilidade de capim.


E se você acha impossível uma estação de monta de 70 dias saiba que a Agropontieri (www.agropontieri.com.br) em Goiatuba-GO pratica uma estação de monta de 45 dias com 85% de prenhez.


Agora para a conta da produtividade do rebanho de cria ficar completa falta melhorar a produtividade de bezerros por hectare. Mas, esse é um assunto para um próximo texto!


https://www.scotconsultoria.com.br/bancoImagensUP/170412-artigos-qualitas-1.jpg

<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar
Scot - Facebook Leite
 
Scot - Facebook Scot - Twitter Scot - Youtube Scot - Instagram Scot - Rss

Newsletter diárias

Receba nossos relatórios diários e gratuitos

TV Scot

Rádio Scot



Loja

Facebook



  • Copyright 2017, Scot Consultoria, Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 – Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000 | +55 17 3343 5111

Receba nossos relatórios diários e gratuitos