• Terça-feira, 12 de novembro de 2019
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Carta Insumos - Como calcular a quantidade de sementes de acordo com o valor cultural


Sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019 - 16h40


Apesar de compor cerca de apenas 5% a 10% do custo da formação das pastagens, a semente forrageira impacta diretamente no resultado da atividade pecuária.


Alguns indicadores nos auxiliam a identificar se o produto é de alta ou baixa qualidade, tais como: germinação, pureza e valor cultural (VC).


A germinação é a capacidade da semente dar origem a uma plântula normal. A percentagem da germinação das sementes pode variar em função das condições ambientais.


A pureza das sementes refere-se às sementes pertencentes à espécie desejada, ou seja, excluído toda as “sujeiras” (sementes de plantas daninhas, ovos de insetos, terra, etc..).


O valor cultural é um parâmetro que indica a qualidade da semente obtida através da fórmula: Valor Cultural (%VC) = (%germinação x %pureza) / 100, cujo resultado é expresso em porcentagem.


Portanto, se a semente possui alto valor cultural, consequentemente tem um alto índice de germinação e de pureza, expressando, uma alta qualidade do material.


Logo, se o produtor estiver indeciso entre duas sementes de mesmo preço, o melhor negócio será a aquisição da semente com maior valor cultural.


Quantos quilos de sementes utilizar por hectare.


Conhecido o valor cultural da semente, para saber quantos quilos de sementes serão consumidos por hectare será preciso definir o método e a taxa mínima de semeadura, obtida através da fórmula:


Taxa mínima de semeadura = (Ponto de Valor Cultura (PVC) / hectare) / %VC


Para conhecer o Ponto de Valor Cultural pode-se, por exemplo, consultar a tabela publicada pela Embrapa, cujos números foram obtidos através de pesquisa. Tabela 1.


Tabela 1.
Pontos de Valor Cultural por hectare (PVC/ha) da Brachiaria brizantha cv. Marandu e Brachiaria decumbens, em função do método de plantio e da profundidade de plantio.

Fonte: Embrapa


Observação: os estabelecimentos dessas referências foram obtidos através de pesquisas para determinar a quantidade de plantas por área, a partir da quantidade de sementes por peso e a porcentagem que realmente se estabelecem pós- semeadura.


Dispondo dessas informações, aplica-se a fórmula para saber qual a quantidade mínima de sementes para semear um hectare.


Para este exemplo, foi considerado a semente da Brachiaria brizantha cv. Marandu, com valor cultural de 50%, com plantio a lanço. Logo:


Taxa mínima de semeadura = 520 / 50 = 10,4 kg de sementes por hectare.


Descoberta a quantidade de sementes recomendadas para o plantio de um hectare, o produtor consegue conhecer o custo da operação.


Segundo levantamento da Scot Consultoria, a semente da Brachiaria brizantha cv. Marandu, com um valor cultural de 50% está cotada, em média, em R$7,58/kg.


Como a recomendação (obtida através do cálculo da taxa mínima de semeadura) foram de 10,4kg/ha, o custo com a aquisição da semente será de R$78,83/ha. (Tabela 2).


Tabela 2.
Custo em R$/hectare da semente de Brachiaria brizantha cv. Marandu.

Fonte: Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br


Na simulação da tabela 2 o custo com a semente ficou em R$78,83/ha, e se o produtor optar por uma semente com um valor cultural maior ele poderá reduzir os gastos com semente, a depender do preço naturalmente.


Ou seja, seguindo a mesma metodologia, com uma semente com valor cultural de 80%, a taxa mínima de semeadura é de 6,4 kg de sementes por hectare.


Segundo levantamento da Scot Consultoria, a semente da Brachiaria brizantha cv. Marandu, com um valor cultural de 80% está cotada, em média, em R$11,63/kg.


Neste caso, a opção pela semente com um maior valor cultural resultará em menor gasto na aquisição das sementes (tabela 3). Uma redução de 5,07%, mesmo a semente de maior valor cultural custando mais.


Tabela 3.
Comparativo de custo, em R$/ha, da semente de Brachiaria brizantha cv. Marandu, com valor cultural de 50% e 80%, respectivamente.

Fonte: Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br


Pode-se calcular também o preço máximo que a semente de pastagem com um valor cultural mais alto pode ter em relação a semente com um valor cultural menor (ponto de equilíbrio).


Tabela 4.
Ponto de equilíbrio entre as sementes forrageiras com um valor cultural de 50% e 80%, das espécies Brachiaria brizantha cv. Marandu e Brachiaria decumbens, considerando o estado de São Paulo.

Fonte: Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br 


A tabela 4 mostra o ponto de equilíbrio entre as sementes com valor cultural de 50% e 80%, ou seja, até o patamar de R$12,13/kg e R$19,00/kg, para o Marandu e o Decumbens, respectivamente, as sementes com o valor cultural maior são financeiramente mais rentáveis frente as sementes com um valor cultural menor, e, acima destes patamares, as sementes com um valor cultural menor garantem maior economia ao produtor.

Fontes consultadas:

https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/937485/1/OrientalComTec235.pdf


http://www.diasfilho.com.br/Palestras/Formacao_Manejo_Pastagem_Moacyr_Dias-Filho.pdf


http://old.cnpgc.embrapa.br/publicacoes/naoseriadas/passoapasso/passapasso.html


 





Vamos falar do boi de R$200,00/@? Participe do Encontro de Analistas da Scot Consultoria e aprenda com grandes nomes da economia e mercado do boi. Acesse https://www.encontrodeanalistas.com.br/ ou ligue para 17 3343 5111 e faça sua inscrição até o dia 15 de novembro, antes da virada de lote!


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar
Scot - Facebook Leite
 
Scot - Facebook Scot - Twitter Scot - Youtube Scot - Instagram Scot - Rss Scot - Linkedin

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



Loja

Facebook