• Sexta-feira, 15 de novembro de 2019
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Pecuaristas brasileiros querem fim da vacinação contra aftosa até 2020, diz CNPC


Quarta-feira, 6 de abril de 2016 - 05h20


A maior parte dos pecuaristas brasileiros acredita que o país deve diminuir progressivamente a vacinação contra a febre aftosa até 2020. A informação está em pesquisa feita pelo Conselho Nacional da Pecuária de Corte (CNPC), que será apresentada durante o encontro da Comissão Sulamericana de Luta contra a doença, entre os dias 7/4 e 8/4, em Punta del Este, Uruguai.


O trabalho será divulgado pelo vice-presidente do CNPC, Sebastião Guedes, que também preside o Grupo Interamericano para Erradicação da Febre Aftosa (GIEFA). No levantamento, 90,0% do consultados apoiou a ideia de eliminar até 2020 a vacinação contra a doença, feita em duas etapas anuais no Brasil.


O argumento do CNPC é o de que 84,0% do rebanho brasileiro estão em localidades onde não há registros de aftosa por períodos que variam de 10 a 22 anos. O status de livre da doença sem vacinação facilitaria o acesso a mercados importantes para a carne bovina brasileira.


“Os pecuaristas poderão expandir as receitas com seus rebanhos e fazer com que se tornem mais competitivos no mercado mundial de carne bovina, no chamado ‘segmento ou circuito não-aftósico’”, diz a nota divulgada pelo CNPC.


Fonte: Notícias Agrícolas. Revista Globo Rural. 5 de março de 2016.



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar
Scot - Facebook Leite
 
Scot - Facebook Scot - Twitter Scot - Youtube Scot - Instagram Scot - Rss Scot - Linkedin

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook





  • Copyright 2019, Scot Consultoria, Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 • Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000 | +55 17 3343 5111