• Quinta-feira, 18 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Preço médio de 22 cortes da carne sem osso no atacado recua para menor patamar desde agosto de 2016 com demanda que segue fraca


Sexta-feira, 21 de julho de 2017 - 14h00

* Reprodução permitida desde que citada a fonte.


O analista de mercado Alex Santos Lopes, da Scot Consultoria, destaca que o mercado do boi em São Paulo teve uma pressão de baixa diminuída nesta semana. Entretanto, é cedo para dizer que é uma sinalização de estabilidade.


A entrega está mais fluída e, na medida em que isso vai acontecendo, a oferta de animais pode chegar ao fim. Existe ainda boi para sair do pasto, embora não seja possível estimar essa quantidade.


São Paulo tem uma média de escalas de 5 a 6 dias. Não existe dificuldade de comprar matéria-prima e nem necessidade para aumentar os preços, como conta Lopes.


Por sua vez, a demanda está enfraquecida. Os frigoríficos compram de carne comedida e a média dos preços de 22 cortes da carne, em valores nominais, é a menor desde agosto de 2016. Mesmo comprando matéria-prima de forma moderada, o mercado não tem conseguido absorver essa quantidade.


A indústria, dentro dos agentes da cadeia, é a que está trabalhando de forma mais confortável. O repasse da queda das arrobas não chegou ao consumidor, mas o preço de venda no varejo está adequado à situação.


Nas exportações, a situação não inspira confiança em um crescimento significativo, dados alguns fatores como o embargo dos Estados Unidos.


Link da notícia: https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/boi/195653-entrevista-com-alex-santos-lopes-analista-da-scot-consultoria.html#.WXJgeIjyuUk



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook