• Quarta-feira, 29 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Chegada do inverno deve sustentar arroba


Sexta-feira, 8 de julho de 2011 - 17h33

Preço da arroba está em baixa mas aponta recuperação com o frio nas regiões O preço da arroba do boi gordo registra ligeira baixa no mercado brasileiro, mesmo com a limitação da oferta de animais para abate. Analistas de mercado comentam que a forte pressão compradora, somada ao clima frio, pode fazer com que as cotações se recuperem no curto prazo. Em São Paulo, em meados de junho, o mercado seguiu pressionado, mas alguns negócios foram fechados acima do preço de referência, em R$95,50 a arroba, à vista, livre de imposto, segundo a Scot Consultoria. As escalas atendem a cerca de três dias, na maioria dos casos. A comercialização de carne com osso no atacado segue fraca, mas há expectativa de reação da demanda no curto prazo. A oferta tende a diminuir com o término da saída dos bovinos de pasto e antes da liberação de um volume mais expressivo de animais confinados. A movimentação no mercado de reposição segue em ritmo lento. Na terceira semana de junho, houve recuo de 2,7% nos preços de referência para os animais de desmama em São Paulo. O bezerro de 5,5 arrobas vale R$730. A relação de troca melhorou. De acordo com a Scot Consultoria, com a venda de um boi de 16,5 arrobas, pode-se comprar 2,2 machos desmamados nelore. Em Mato Grosso do Sul, a referência para o macho desmamado recuou 1,4%. O valor atual, de R$720 por cabeça, alinhou-se ao mercado do Paraná. Esses dois estados, em conjunto com São Paulo, têm os animais desmamados mais caros dentre os 14 estados pesquisados pela consulto- ria. Apesar dos pequenos recuos de preços, a oferta de bezerros, em geral, não é exagerada, o que deve manter o mercado firme no curto e médio prazo. Fonte: Correio do Estado. 8 de julho de 2011.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook