• Segunda-feira, 4 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Seca faz criador de MS antecipar venda de boi


Quarta-feira, 6 de maio de 2009 - 12h53

A estiagem antecipada que afetou a agricultura de Mato Grosso do Sul também atingiu as pastagens e os pecuaristas estão sendo obrigados a vender os bois por não poder mantê-los na engorda. Segundo pesquisa da empresa paulista Scot Consultoria, embora a oferta de animais no mercado de São Paulo seja reduzida, os frigoríficos estão se abastecendo com animais de Mato Grosso do Sul. “O diferencial entre a arroba paulista e o maior preço pago no MS é de quase 9%, o que favorece a compra fora do Estado”, informa. Hoje (6 de maio) o preço de referência para São Paulo, para o boi gordo, é de R$79,50 a arroba, a prazo, para descontar imposto e em Mato Grosso do Sul entre R$69,00 e R$70,00. “O boi do Pará (entre R$71,00/@ e R$72,00/@) está valendo mais. Algo inédito”, avaliam os consultores. O presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Laucídio Coelho Neto, afirma que a seca está prejudicando os criadores, mas acrescenta que há também estratégia dos frigoríficos para comprar boi a preços menores e completar as escalas de abate. Sobre a estiagem, afirma, neste ano foi antecipada em um mês e pegou os produtores de surpresa. Apesar disso, Laucídio não acredita que haja muitas oscilações no mercado. “Temos um mercado interno forte, não há oscilação no consumo e as exportações vêm subindo pouco a pouco”, observa. Fonte: Campo Grande News. Por Fernanda Mathias. 6 de maio de 2009.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook