• Segunda-feira, 4 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Boi Gordo: Mercado atacadista define demanda dos frigoríficos


Quinta-feira, 9 de setembro de 2010 - 09h14

Reajustes na arroba reduzem negócios com gado de abate, no norte de MG a alta chegou a 9,3% na semana. A falta de animais para abate causou reajuste nos preços do boi gordo em Belo Horizonte e no norte de Minas Gerais. Nesta quinta feira, 9, segundo a Scot Consultoria, a arroba do boi gordo,a prazo e livre de impostos, foi negociada por R$87,00 em Belo Horizonte, aumento de 8% na comparação com agosto. Já no norte do estado a arroba está cotada a R$82,00 mas representa uma valorização de 9,3% sobre o mês anterior. A região do Triângulo Mineiro mantém a liderança na valorização do preço do boi gordo desde o início do ano. Com uma alta acumulada de 23,1% no período. A arroba hoje, 9, está cotada a R$86,00 a prazo, livre de imposto. Levantamento semanal do Cepea, Centro de Estudos em Avançados em Economia Aplicada da Esalq/ USP, mostra que a arroba do boi gordo em São Paulo fechou em R$ 93,26 na quarta-feira, 8, alta de 1,12%. Segundo os pesquisadores, o forte aumento nos preços do boi gordo diminuiu ainda mais os negócios com gado para abate. Muitos frigoríficos afirmam que estão aguardando o desempenho das vendas de carne no atacado nos próximos dias para se posicionar nas negociações de boi gordo. Fonte: DBO. 9 de setembro de 2010.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook