• Quarta-feira, 17 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Carta Conjuntura - Diária do confinamento: ponto de equilíbrio


Sexta-feira, 24 de junho de 2022 - 10h00

Foto: Scot Consultoria


Segundo levantamento da Scot Consultoria, na primeira quinzena de junho, em São Paulo, o farelo de soja estava cotado em R$2.402,95 por tonelada, o milho em R$1.490,38 por tonelada e o boi gordo em R$293,41/@ a prazo e livre de impostos, queda de 12%, 10% e 11%, respectivamente, do início do ano até o momento (20/6) (figura 1). 


Figura 1.
Variação de preços da arroba do farelo de soja, milho e boi gordo em São Paulo. Janeiro de 2021=base 100.

*Até 15/6
Fonte: Scot Consultoria


A relação de troca entre o boi gordo e o farelo de soja está em 8,19 arrobas por tonelada. Entre o boi gordo e o milho 5,08 arrobas por tonelada. Com relação a junho de 2021, a relação de troca piorou 2,3% para o farelo de soja e 0,4% para o milho.


Figura 2.
Relação de troca entre farelo de soja e grão de milho com arrobas de boi gordo.

*Até 15/6
Fonte: Scot Consultoria
 


Ao analisarmos a correlação entre os preços do farelo de soja e do grão de milho com outros insumos proteicos e energéticos, nota-se uma forte correlação entre eles (quanto mais próximo de 1, maior é a correlação). 


A correlação entre preços do milho e do farelo de trigo foi de 0,94 e da polpa cítrica de 0,98. Para o farelo de soja com o farelo de algodão, 0,95, e para o caroço de algodão 0,87. Esses números indicam que o farelo de soja e o milho em grão influenciam o preço dos demais insumos potencialmente substitutos (tabela 1). 


Tabela 1.
Análise de correlação entre insumos energéticos e proteicos.

Fonte: Scot Consultoria 


Apesar do ligeiro arrefecimento nos preços dos alimentos, frente ao primeiro trimestre de 2022, estes encontram-se em patamares elevados comparado a anos anteriores e, além da alimentação, outros insumos como suplementos minerais e combustíveis também estão subindo, elevando os custos.


Ponto de equilíbrio para o confinamento

Em um cenário de incertezas quanto ao custo de produção, projetar a venda do gado confinado fornece uma base para estimar o custo que se enquadra para não ter prejuízo. 


A tabela 2 simula o ponto de equilíbrio para a diária de confinamento, em São Paulo. Ponto de equilíbrio econômico é o momento em que a receita se iguala ao custo e as despesas. 


Os parâmetros considerados para o peso do boi magro, ganho de peso diário, dias de cocho e rendimento de carcaça tiveram como base o Benchmarking  do Confina Brasil de 2021 (expedição pioneira da Scot Consultoria que mapeia confinamentos brasileiros). 


Para o boi magro, foi considerado o preço de referência da Scot Consultoria. Para avaliar a viabilidade do negócio, consideramos o preço de venda da arroba do boi gordo no mercado futuro em outubro de 2022 (B3).


Tabela 2.
Simulação do ponto de equilíbrio de um confinamento em São Paulo.

*Mercado futuro outubro/22 (B3)
Fonte: Scot Consultoria 


Caso o preço da diária seja menor que R$25,77, o confinamento no modelo apresentado, será lucrativo. 


Lembrando que a reposição (boi magro) corresponde a cerca de 70% dos custos envolvidos no confinamento, estratégias para aquisição em época adequada e políticas de compra dos componentes da dieta em momentos certos, devem ser pensados diante dos custos vigentes. 


A gestão é fundamental para o resultado positivo de um confinamento. Conhecer o custo da dieta e simular o preço de venda das boiadas, ajudam a decidir. 


Referências

Benchmarking Confina Brasil 2021 - Benchmarking  do Confina Brasil de 2021


Compilado de dados da Scot Consultoria - Scot Consultoria


 



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook