• Quinta-feira, 30 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Carta Boi - Para onde vai o preço da arroba?


Sexta-feira, 17 de junho de 2022 - 10h00

Foto: Scot Consultoria


Artigo originalmente publicado na revista DBO.


Com a proximidade do fim de safra, a maior oferta de gado pressionou os preços da arroba do boi gordo. 


Se já não bastasse a maior oferta de boiadas, o pecuarista teve que enfrentar um final de safra conturbado, com queda do dólar, suspensões (temporárias) por parte da China (principal destino da carne bovina exportada) de importantes unidades frigoríficas exportadoras e um consumo interno de carne patinando. 


A pressão de baixa tomou conta no mercado pecuário de corte e, apesar do início de entressafra, período tipicamente de menor oferta, há dúvidas quanto ao cenário pela frente. 


Cotações 

O fim da safra de capim iniciou um movimento de baixa de preços no mercado do boi gordo. 


Com a capacidade de suporte das pastagens perdendo vigor, característica de final do outono, e aumento do custo com a suplementação, o pecuarista decidiu vender. 


Em meados de abril, a desvalorização do dólar frente ao real pressionou a margem das indústrias exportadoras, que aparentemente sustentavam os preços da arroba em patamares maiores. 


Ainda, medidas dos importadores chineses estiveram no radar. As suspensões temporárias de importantes unidades frigoríficas brasileiras geraram instabilidade e, além disso, a habilitação de unidades norte-americanas pela China preocupam. 


Apesar do bom desempenho das exportações contribuírem para o escoamento da produção de carne bovina, o consumo no mercado interno está devagar, ajustando essa relação. 


Os preços afrouxaram como resultado desses fatores, exceto o boi magro, cujos preços estiveram firmes frente a demanda para atender o primeiro giro de confinamento (figura 1). 


Figura 1.
Variação dos preços do boi gordo e das categorias para reposição de machos anelorados em São Paulo, de janeiro a maio de 2022.

Fonte: Scot Consultoria 


Expectativas de preços 

Historicamente a chegada dos primeiros lotes de confinamento (junho/julho) acontece em meio a um cenário de preços mais atrativos da arroba, uma vez que a entrada da entressafra resulta em menor oferta de boiadas e contribui para que os preços recuperem firmeza. Veja na figura 2. 


Figura 2.
Variação mensal da arroba do boi gordo, ano-a-ano. Base 100=janeiro.

Fonte: Scot Consultoria


Normalmente, passada a desova de gado proveniente de pastagens, as expectativas são positivas para os preços no mercado do boi gordo. 


No entanto, em relação ao mercado chinês, não existe clareza e a falta de segurança provocada pela suspenção reiterada de frigoríficos pode desmontar a firmeza da cotação da arroba do boi projetada para o segundo semestre.



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook