• Terça-feira, 16 de julho de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Saiba como identificar um fertilizante adulterado


Quinta-feira, 27 de agosto de 2015 - 14h22

O fertilizante é um dos itens mais caros nos custos do produtor de soja. Quando o agricultor recebe um produto adulterado ou falsificado, o prejuízo financeiro é ainda maior. O Canal Rural relatou nesta quarta, dia 26, que produtores de Mato Grosso receberam cargas de adubos irregulares.


Como receber e validar cargas de fertilizantes


Diante disso, o Soja Brasil ouviu especialistas para elaborar um guia básico para o agricultor identificar um fertilizante adulterado. As dicas são do especialista de Produtos, Pesquisa e Inovação da Yara Brasil Fertilizantes João Maçãs e do consultor de fertilizantes José Francisco da Cunha. Veja abaixo as orientações.


1 - Checagem do produto no recebimento da carga


Quando o fertilizante chega à propriedade, é importante o produtor ficar atento às seguintes dicas: conferir a nota fiscal e ver se as etiquetas, número do lote e número de registro batem com as embalagens dos produtos entregues; verificar se a embalagem apresenta data de fabricação e de validade; olhar os lacres e notar se a embalagem foi violada ou aparenta estar violada.


"Se o produto foi alterado, é impossível todos esses itens estarem em conformidade. Se o produtor desconfia, não deixe nem descarregar o produto", explica Maçãs, da Yara.


Caso algum desses itens não esteja de acordo, a orientação é não deixar descarregar o produto e entrar em contato imediatamente com a empresa em que você comprou o adubo.


2 - Aparência


Ao receber o fertilizante, o sojicultor também pode observar alguns aspectos de aparência do produto. Granulação não-uniforme e coloração mais clara podem indicar que o produto não é original. O consultor José Cunha orienta que uma das formas de adulteração é colocar mais calcário granulado e gesso granulado como forma de mascarar o produto.


Segundo o Ministério da Agricultura, o máximo permitido de calcário granulado, ou granilha, em um lote de fertilizante é de 10%. Neste caso, apenas uma análise de laboratório pode confirmar o excesso desse produto.


3 - "Teste do copinho"


Se a aparência não te deixa seguro sobra a procedência do fertilizante, a sugestão do especialista da Yara João Maçãs é para o produtor fazer o chamado "teste do copinho". Basta pegar um copo cheio de fertilizante e misturar em um balde cheio de água. Depois de um dia, se o produto não dissolveu por completo, é sinal de que há alguma coisa errada.


"O produtor vai fazer a mistura e observar se tudo está dissolvido. Caso não esteja, exista muita pedrinha ainda, é sinal de que pode haver excesso de granilha ou algo indevido misturado ao fertilizante", explica.


4 - Análise de laboratório


A dica principal é que o produtor sempre entre em contato primeiro com a empresa em que a compra do fertilizante foi realizada. Caso ela exija uma análise de laboratório, o produtor terá de arcar no primeiro momento. Confirmado que o produto é indevido, a empresa irá ressarcir o agricultor. Um teste simples, dentro dos critérios do Ministério da Agricultura, no Instituto Agronômico de Campinas (IAC) custa R$ 120,00 por lote.


5 - Entre em contato com o Mapa ou órgão de fiscalização


Caso a empresa vendedora não aceite trocar o produto adulterado ou não faça o ressarcimento, o agricultor deve procurar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) ou um órgão de fiscalização do estado. É responsabilidade do Mapa interditar empresas que negociam fertilizantes adulterados ou falsificados.


O produtor deve apresentar a denúncia até 30 dias após a emissão da nota fiscal do produto. O Ministério abrirá processo para avaliar o produto e entrar em contato com a empresa. A última circunstância é entra na Justiça, pedindo ressarcimento e indenização.


Fonte: Canal Rural, por Rikardy Tooge. 26/08/2015 - http://www.projetosojabrasil.com.br/saiba-como-identificar-um-fertilizante-adulterado/



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja