• Sábado, 7 de dezembro de 2019
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Federação de Mato Grosso pede a suspensão de alíquota de ICMS


Segunda-feira, 1 de outubro de 2012 - 08h42

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) informou nesta sexta-feira (28/9) que entrou com um Mandado de Segurança Coletivo com pedido de liminar contra a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT). A entidade pede a suspensão da cobrança de diferencial de alíquota de ICMS de máquinas e implementos agrícolas.


Em nota, a federação diz que o governo estadual tem editado sucessivos decretos nos últimos meses para encobrir a ilegalidade destes atos. Recentemente, de acordo com o documento, passou a cobrar nas barreiras fiscais de Mato Grosso, ICMS de 5,6% do valor total da nota fiscal ao invés de 1,5%.


A entidade acredita que essa prática desrespeita o Convênio do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que estabelece para esses equipamentos uma carga tributária na origem de 4,1% e no estado de destino de 5,6% - isso quando se originam dos estados das regiões sul e sudeste, exceto Espírito Santo.


O mesmo convênio prevê a utilização do ICMS pago na origem como crédito a ser compensado na entrada do produto no estado de destino, restando, portanto uma carga de 1,5% a ser cobrada em Mato Grosso.


A Famato diz que reitera sua posição contrária a qualquer forma arbitrária e ilegal de aumento na carga tributária do estado de Mato Grosso e diz que está empenhada em resolver esta questão. 


Fonte: Globo Rural. Pela Redação. 28 de setembro de 2012.



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar
Scot - Facebook Leite
 
Scot - Facebook Scot - Twitter Scot - Youtube Scot - Instagram Scot - Rss Scot - Linkedin

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook





  • Copyright 2019, Scot Consultoria, Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 • Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000 | +55 17 3343 5111