• Segunda-feira, 15 de julho de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Clima volta a afetar mercado de soja


Segunda-feira, 23 de janeiro de 2012 - 16h54

O quadro climático na América do Sul voltou a gerar volatilidade no mercado de soja da bolsa de Chicago. Na sexta-feira, as previsões de chuvas para a Argentina e para regiões afetadas pela seca no Brasil derrubaram os futuros da oleaginosa. Os contratos para maio encerraram o último pregão a US$11,9550 por bushel, em queda de 8,75 centavos de dólar por libra-peso. Na semana, entre as sessões de terça e sexta-feira - segunda-feira foi feriado nos Estados Unidos -, o mesmo vencimento da soja acumulou leve alta de 0,25%. A ocorrência de precipitações, no entanto, não está mais influenciando o mercado do milho, cultura que, segundo analistas ouvidos pela Dow Jones Newswires, já foi irreversivelmente afetada pela seca na Argentina. Dado esse quadro, os números de aumento das exportações de milho dos Estados Unidos reforçaram a tese de que a quebra na Argentina ampliará a procura pelo grão americano. Com isso, os futuros para maio em Chicago encerraram a sexta-feira a US$6,1675 por bushel, alta de 4,75 centavos. A alta do milho embalou também as cotações do trigo. Os contratos do cereal com vencimento em maio fecharam a US$6,2850 o bushel, alta de 5 centavos de dólar. Em Kansas, onde se negocia o trigo de melhor qualidade, o mesmo vencimento fechou a sexta-feira a US$6,7575 o bushel, alta de 9 centavos de dólar. Fonte: Valor Econômico. Pela Fabiana Batista. 23 de janeiro de 2012.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja