• Quarta-feira, 29 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Atacado e varejo


Sexta-feira, 25 de setembro de 2009 - 09h40

O mercado atacadista de produtos lácteos trabalhou em baixa pelo terceiro mês consecutivo. A queda em setembro foi de 2%, com destaque para os leites fluídos, cujos preços caíram em média, 6,4%. Dentro dessa categoria, o preço do leite longa vida manteve o movimento de queda. Entre agosto e setembro a baixa foi de 8%. Somente neste semestre, o preço caiu 31% no atacado. O leite pasteurizado, que tem os preços atrelados ao mercado do longa vida, também caiu. Queda de 7,5% em relação a agosto. O consumo do UHT está devagar e as indústrias, que estão com estoques, acabam abaixando os preços para estimular o escoamento da produção. Além disso, com a proximidade do fim da entressafra, a captação de leite tem aumentado, elevando a oferta de matéria-prima para as indústrias. O preço médio no varejo, puxado pela grande valorização de alguns tipos de queijos, subiu 4% em setembro, considerando todos os produtos lácteos pesquisados. Itens como as coalhadas e os iogurtes, também tiveram os preços elevados. A volta às aulas, a partir de meados de agosto, aumentou a demanda por esses produtos. Nos supermercados, mesmo com as recentes quedas, o preço do leite UHT continua elevado. Embora a cotação atual do longa vida no varejo, R$1,92/l, esteja 7% menor em comparação a agosto (de julho para cá os preços caíram 24% para o consumidor), o consumidor está pagando aproximadamente 23% mais em comparação com o mesmo período de 2008.
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook