• Domingo, 14 de julho de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Pessimismo no mercado futuro


Terça-feira, 12 de abril de 2022 - 15h00

O mercado do boi gordo tem trabalhado em ambiente de baixa. O mercado físico não conseguiu resistir à conjunção de fatores baixistas a que foi exposto nas últimas semanas e a indústria conseguiu, além de alongar as escalas, impor recuos nas cotações.


Com o vigor das pastagens tendendo a diminuir à medida que caminhamos para o outono, o pecuarista em geral acabou aumentando a oferta de gado, fator esse que foi acelerado pela grande melhora na reposição. Com a relação de troca mais favorável dos últimos anos, o pecuarista tem optado por vender os bois gordos, aliviar as pastagens e repor animais mais leves para aliviar os pastos do que manter os bois em engorda. Outro fator que está pesando tem a ver com a exportação, com o dólar caindo e o recente lockdown na China por conta da covid, levando a uma diminuição nas compras de nosso principal parceiro comercial.


Esses são os fatores que desencadearam a pressão baixista no físico, porém, no mercado futuro a pressão foi ainda maior, colocando toda a curva de preços, com exceção de out/22, bem abaixo dos preços atuais do mercado físico. O contrato de mai/22, por exemplo, está hoje exatos R$24,00/@ abaixo do Indicador Esalq, precificando que a baixa, além de continuar, ganhará força até o fim de maio.


Com a pressão baixista de fim de safra tendo se iniciado antes do que historicamente ocorre, seria razoável imaginar que ela também tenderia a se dissipar antes, no entanto, o mercado futuro aposta não só que a pressão vai durar mais tempo, como tende a se intensificar nas próximas semanas. Até mesmo o contrato de jul/22 encontra-se precificado mais de R$10,00 abaixo dos preços atuais, precificando uma situação que pouquíssimas vezes aconteceu de fato no mercado físico.


Infelizmente, a curva de preços do mercado futuro hoje não oferece nenhuma oportunidade interessante de garantia de preços aos pecuaristas. Quem fez sua lição de casa conseguiu escapar dessa pressão sem maiores estragos, mas quem ainda não fez terá que esperar uma nova oportunidade surgir. Agora talvez seja a hora de aproveitar esse pessimismo todo e comprar proteção para alta, já que essa convergência de fatores baixistas que enfrentamos atualmente não durará para sempre.


Tabela 1. Mercado futuro do boi gordo na B3 - R$/@, à vista.

Fonte: Cepea/Esalq - B3



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja