• Segunda-feira, 22 de abril de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Boi gordo: escalas de abate confortáveis


Segunda-feira, 13 de dezembro de 2021 - 05h35

Foto: Scot Consultoria


A semana terminou com as indústrias paulistas sem ímpeto para as compras, resultado do avanço das escalas de abate, que atendem, em média, 10 dias.


Com isso, os frigoríficos abriram o dia ofertando R$1,00/@ a menos para o boi gordo. Houve relatos de negócios pontuais de até R$5,00/@ abaixo da referência.


Assim, a referência ficou em R$316,00/@ para o boi gordo, R$298,00/@ para vaca gorda e R$308,00/@ para novilha gorda, preços brutos e a prazo.


Na região Sudeste de Mato Grosso, as escalas de abate confortáveis e o menor empenho dos compradores também pressionaram as cotações do boi, vaca e novilha gordos, registrando queda de R$1,00/@ na comparação diária.


Mesmo cenário para a região de Dourados - MS, resultando em queda de R$2,00/@ para o boi gordo, negociado em R$313,00/@, preço bruto e a prazo. Já para a vaca e novilha gordas, os preços permanecem estáveis, negociadas em R$300,00/@ e R$305,00/@, nas mesmas condições.


Atacado de carne bovina com osso


Com a demanda enfraquecida no mercado doméstico, as cotações registraram novas quedas.


A carcaça de bovinos castrados recuou 3,6%, e ficou precificada em R$18,67/kg, já a de bovinos inteiros ficou cotada em R$17,25/kg, recuo de 7,6%.


Análise originalmente publicada no informativo Tem Boi na Linha de 10/12/2021.


 



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja