• Segunda-feira, 21 de junho de 2021
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Mercado de DDG e WDG: alta na segunda quinzena de janeiro/20


Segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020 - 05h45

Foto: Scot Consultoria


Segundo levantamento da Scot Consultoria, na segunda quinzena de janeiro, o DDG foi comercializado entre R$630,00 e R$689,39 por tonelada, sem o frete, considerando os preços convertidos para uma média de 35% de proteína bruta (PB), sendo que as concentrações encontradas variaram entre 32% e 40% de PB.


Para o WDG, as cotações variaram de R$130,00 a R$220,00 por tonelada , considerando os valores convertidos para 33% de proteína bruta (PB).


Na média, o DDG e o WDG ficaram cotados, respectivamente, em R$655,24 e R$166,67 por tonelada, sem considerar o frete (tabela 1).


A cotação do DDG subiu 2,5% na comparação com a primeira quinzena de janeiro, e o WDG subiu 4,2%.


As altas de preços foram causadas pelo aumento no custo da matéria-prima, o milho em grão, em função da boa demanda doméstica, do dólar em patamar elevado e das incertezas com relação a produção em 2019/2020 deram sustentação às cotações.


Leia mais sobre o mercado de milho na análise feita pelo zootecnista e analista de mercado da Scot Consultoria, Rafael Ribeiro.


Outro ponto de sustentação é com relação ao cenário firme de preços da soja grão e farelo de soja neste início de colheita, devido basicamente ao câmbio e à demanda firme. O farelo de soja é o balizador de preços no mercado de alimentos concentrados proteicos, no qual o DDG e WDG são alternativas.


Tabela 1.
Preços médios de DDG e WDG em Mato Grosso/Goiás e um comparativo com outros alimentos concentrados proteicos . Referência: 2a. Quinzena de janeiro/20.

Fonte: Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br
*Preços referentes a MT e GO, sem o frete.
Obs.: Para fora do estado o ICMS é de 4,8%
Os preços foram convertidos para uma média de 35% de PB no caso do DDG e 30% para o WDG.


Existe disponibilidade de DDG e WDG nas usinas de etanol de milho em Mato Grosso e Goiás.


Notícia


A FS Bioenergia, primeira usina de etanol 100% de milho do Brasil, inaugurará nova usina em fevereiro, em Sorriso-MT. Com investimento de R$1 bilhão, a empresa estima a produção de 530 milhões de litros de etanol por ano. Com capacidade de armazenamento de 400 mil toneladas de milho, a previsão é que sejam utilizadas 1,2 milhão de toneladas do grão por ano para uma produção anual de 340 mil toneladas de farelo de milho e 17 mil toneladas de óleo de milho. E considerando as duas usinas (Lucas do Rio Verde e Sorriso-MT), a FS Bioenergia terá capacidade de produção de 1,06 bilhão de litros de etanol, 680 mil toneladas de farelo de milho e 34 mil toneladas de óleo de milho por ano.


Nota: Este mercado é monitorado rotineiramente pela Scot Consultoria. Entre em contato e contrate uma análise setorial, relatórios de acompanhamento e fique por dentro.


 





O Confina Brasil, expedição que promove o levantamento de dados da pecuária intensiva, estará na estrada a partir do dia 21 de junho. A meta em 2021 é mapear 40% do gado confinado no país. Siga o @confinabrasil no Instagram e acesse confinabrasil.com para acompanhar a expedição.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook