• Segunda-feira, 21 de junho de 2021
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Ofertas de preços menores pelo boi gordo


Quarta-feira, 4 de dezembro de 2019 - 06h00

Foto: Scot Consultoria


A alta dos preços da carne afugentou os consumidores. Dessa forma, a compra do setor varejista diminuiu. 


A queda no fluxo de escoamento de carne fez com que os frigoríficos se reposicionassem, ofertando menos pelo boi gordo no fechamento da última terça-feira (3/12). 


Refletindo a dificuldade de escoamento, houve retração na cotação da carne bovina com osso vendida pelos frigoríficos. O boi casado de animais castrados ficou cotado em R$15,18/kg, uma queda de 3,5% na comparação feita dia a dia. 


No Oeste do Maranhão, a arroba do boi gordo ficou cotada em R$193,00, bruto, R$192,50 descontando o Senar e R$190,00 livre de impostos (Senar e Funrural). 


Vale ressaltar que a oferta de boiadas está maior no Oeste em relação às outras regiões do estado, o que faz com que o preço do boi gordo seja menor nessa região. 


A referência do dia para o boi gordo ficou estável em São Paulo. Contudo, destaca-se que existem frigoríficos pressionando o mercado com ofertas de R$5,00 a R$10,00 a menos por arroba. 


Com o fim aparente das altas, boiadas represadas começaram a aparecer na mesa de compra das indústrias, mas os volumes não são grandes e, portanto, não devem empurrar o mercado de volta para os preços vigentes antes da euforia de novembro. 


Análise originalmente publicada no informativo Tem Boi na Linha de 3/12/2019.






O Confina Brasil, expedição que promove o levantamento de dados da pecuária intensiva, estará na estrada a partir do dia 21 de junho. A meta em 2021 é mapear 40% do gado confinado no país. Siga o @confinabrasil no Instagram e acesse confinabrasil.com para acompanhar a expedição.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook