• Quarta-feira, 22 de setembro de 2021
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

A relação de troca piorou para todas as categorias de reposição em Mato Grosso do Sul


Quarta-feira, 29 de maio de 2019 - 05h55

Foto: Scot Consultoria


A oferta de animais de reposição está escassa em Mato Grosso do Sul, cenário que abre espaço para vendedores subirem o preço dos animais. 


Desde o começo do ano, na média das quatro categorias pesquisadas, os preços subiram 5,9%, puxados principalmente pela valorização do garrote, que foi de 9,1%. 


Neste mesmo intervalo o mercado do boi gordo não apresentou a mesma intensidade de alta e a cotação da arroba subiu 1,9%, descapitalizando o pecuarista. 


Este quadro desenhou uma piora na relação de troca para o comprador. E atualmente a troca está abaixo da média anual para todas as categorias. 


O garrote foi a categoria com a qual o produtor teve seu poder de compra mais corroído. 


Em janeiro deste ano, com a venda de um boi gordo de 18@ comprava-se 1,59 garrote, atualmente, compra-se 1,49, nas mesmas condições. Ou seja, para esta categoria a troca pirou 6,6% para o invernista. 


Considerando os últimos doze meses, o pecuarista está passando por um dos momentos mais desfavoráveis para realização da troca.


Mas apesar do aumento nos valores pedidos pela ponta vendedora, há pouca resistência e os negócios continuam fluindo com certa facilidade.


Isso tem acontecido porque os terminadores estão com expectativas de valorização para arroba do boi gordo.




Dia 25 de novembro acontecerá o Encontro de Analistas da Scot Consultoria, um evento em que grandes especialistas discutirão as principais tendências econômicas e seus reflexos no mercado do boi gordo. Entre em contato conosco pelo WhatsApp 17 98171 2100 e aproveite as condições de pré-lançamento. Vagas limitadas.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook