• Domingo, 15 de setembro de 2019
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Mercado acompanha situação da JBS em Mato Grosso do Sul


Quarta-feira, 18 de outubro de 2017 - 14h10

Foto: Scot Consultoria


O mercado pecuário volta hoje sua atenção para Mato Grosso do Sul e a dinâmica das negociações após a JBS ter anunciado ontem a interrupção das operações de compra e abate de bois no Estado. A empresa é responsável por cerca de 50% dos abates na região e a decisão de paralisar pode se refletir nos vizinhos, já que pecuaristas vão tentar escoar sua produção para locais como São Paulo e Mato Grosso.


No entanto, tudo depende de quanto tempo esta paralisação irá durar. Quanto mais rápido for revertida, menor será sua influência sobre os preços da arroba. A JBS alegou insegurança jurídica no Estado. Valores da empresa foram bloqueados judicialmente a pedido da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Irregularidades Fiscais de Tributárias, conduzida por deputados da Assembleia Legislativa.


Na terça-feira, as indicações recuaram novamente em São Paulo. A XP Investimentos afirma que os estoques estão aumentando, e as indústrias desaceleraram as compras. "As margens operacionais apertadas também não estimulam o abate e boa parte das indústrias, inclusive, possui programações completas para semana", diz. A XP relatou negócios a R$139,58/arroba à vista, queda de R$0,47/dia.


A Scot Consultoria afirma que, apesar de não ser abundante, a oferta de boiadas é suficiente para atender a demanda vigente. "Com a menor necessidade de adquirir matéria-prima, as indústrias tiram proveito dessa situação e ofertam preços menores para arroba do boi gordo", afirmou. A Scot Consultoria reduziu em R$0,50 sua indicação para Barretos e Araçatuba, que está agora em R$140,00/arroba à vista.


A Informa Economics reafirmou R$142,00 no pagamento a prazo para o noroeste do Estado e afirmou que a maioria das indústrias frigoríficas opera com escalas de abate atendendo entre cinco e sete dias, o que permite uma posição mais comedida no mercado.


O indicador do boi gordo Esalq/BM&F ficou em R$139,50 a arroba, queda de 1,09% no dia. A prazo, a cotação ficou em R$140,69/arroba (-1,41%).


Na B3, os contratos futuros do boi gordo também cederam. O vencimento outubro perdeu R$0,60 e encerrou a R$138,75. O novembro fechou o pregão a R$139,00 (-0,70).


A Informa Economics afirma que em Mato Grosso as indústrias conseguiram emplacar preços mais baixos, e continuarão testando valores ainda menores para os próximos dias. Em Cuiabá (MT), a indicação ficou em R$129,00/arroba à vista.


Na segunda-feira, pelo levantamento da Scot, os preços caíram em quatro das praças pesquisadas diariamente. A indicação recuou para R$132,00/arroba à vista em Goiânia (GO) e no sudeste de Mato Grosso, para R$127,00/arroba à vista.


No atacado, o boi casado de animais castrados fechou estável, segundo o levantamento diário da Scot. A carcaça de animais castrados está cotada em R$9,25/Kg.




O Encontro dos Encontros está chegando e acontece de 30/9 a 4/10 em Ribeirão Preto - SP. Todos os eventos – Encontro de Criadores, Adubação de Pastagens e Pecuária Leiteira – envolverão temas relevantes à pecuária sob a visão de grandes líderes do mercado. Para saber mais, acesse o site www.encontros.scotconsultoria.com.br ou ligue para (17) 3343-5111.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar
Scot - Facebook Leite
 
Scot - Facebook Scot - Twitter Scot - Youtube Scot - Instagram Scot - Rss Scot - Linkedin

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook





  • Copyright 2019, Scot Consultoria, Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 • Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000 | +55 17 3343 5111