• Sábado, 13 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Pecuária intensiva é destaque no Encontro da Scot Consultoria


Segunda-feira, 10 de abril de 2017 - 16h50

Foto: Scot Consultoria


Quinhentos profissionais da pecuária brasileira participaram na manhã de terça-feira, dia 04/04, do Encontro de Confinamento e Recriadores da Scot Consultoria, em Ribeirão Preto – SP.


O evento seguiu até sexta-feira (07/04), debatendo o mercado de carne bovina e do boi gordo, produção sustentável, uso de tecnologias, qualidade de mão de obra e a crise na economia brasileira. "Sabemos que os ciclos da pecuária duram de 4 a 5 anos e vivemos atualmente um ciclo de baixa, com agravante da crise da economia e problemas no consumo interno. Por isso, precisamos encontrar maneiras de sair da armadilha de comprar animal caro e vender barato. Principalmente em anos difíceis como vão ser 2017 e 2018", analisou Alex Lopes, analista da Scot Consultoria.


O recado foi ainda mais reforçado pelo especialista Antônio Chaker, da Inttegra Consultoria, que reforçou a necessidade do pecuarista usar instrumentos chaves para alcançar resultados. "Finanças, operação, gente, gestão e cultura são as palavras de ordem para se alcançar a pecuária intensiva. E ganho diário é o que importa e não o valor de venda" sintetizou.


Chaker ainda apontou como um desafio importante que o fazendeiro tenha uma boa política de comercialização do animal. "É difícil achar no setor uma pessoa que produz e vende bem. Normalmente, ou é um ou outro. Mas é necessário pensar em lucro por hectare e não no boi. E ter em mente que os pilares do negócio são giro de estoque, margem e volume. Logicamente, acelerar custa mais. Porém, é investimento com retorno. E temos que pensar em pecuária de mais de R$200,00 por hectare, 20 arrobas por hectare, mil reais por hectare, giro, etc.", completou.


Uma das tecnologias que mais avançam na Pecuária, a Integração, foi o tema de William Marchio, da Rede Fomento ILPF, que louvou o sucesso da estratégia que hoje está em 11,5 milhões de hectares no Brasil, sendo 83,0% no modelo animal e grãos. "A pastagem ganha muito com a tecnologia. O boi passa a ter dia para entrar no sistema e dia para sair. O animal é um autêntico vasilhame para embalar forragem, silagem, milho, soja e resíduos da agricultura", comparou.


William ainda listou as várias novas tecnologias de integração, que utilizam milho, soja, madeira, feijão, girassol, eucalipto, árvores nativas. "Não é só aumentar a oferta de proteína para o boi, ter melhores pastagens. É bem-estar animal, sustentabilidade ambiental. A Pecuária vista como sistema", acrescentou.


Na sequência, o Encontro da Scot Consultoria mostrou dois casos de fazendas que estão alcançando bons resultados produtivos usando tecnologia. Como a Fazenda Cachoeira, localizada em Itabaré, sul do interior de São Paulo. A propriedade mantém 1100 cabeças, 70,0% de Nelore comercial, e ainda toca a Agricultura. O pasto é irrigado, com os animais recebendo proteico energético mais aveia ou milho no crescimento. Na cria, é usado creep - feeding e a desmama é feita aos oito meses. Na Recria, suplementação proteica. E dá-lhe rotação nos piquetes. “O resultado foi aumento no número de matrizes por hectare, alimentação o ano inteiro, sistema com integração e, agora, perseguir a meta de chegar a 2,5 ua/hectare”, afirmou o proprietário Bernhard Kiep.


Na parte da tarde, foram três palestras envolvendo manejo total integrado, com Gustavo Rezende, da Agência Paulista de Tecnologias Agropecuárias (APTA – Colina), Luiz Carlos Ferreira, da Cia Pecuária, e Moacyr Corsi, da Escola de Agronomia da Universidade de São Paulo, falando sobre manejo nutricional, cuidados sanitários na recria intensiva e manejo de pastagens.


Na quarta-feira, 05/04, o módulo de confinamento trouxe um profundo debate sobre as perspectivas e os desafios do mercado, com um bloco dedicado à temática “carne e saúde”.


A programação continuou com a exposição de casos de grandes produtores sobre os processos de gestão, como métricas, logística, planejamento, inovação, mão de obra e sucessão familiar.


Na quinta-feira, 06/04, foi a vez de falar da importância da nutrição para o desempenho produtivo do rebanho, a partir da apresentação de soluções de manejo que melhoram a eficiência produtiva. Um Dia de Campo marcou o encerramento do evento.


O Confinamento Monte Alegre, localizado na cidade de Barretos – SP, abriu as portas para receber os participantes do encontro em uma visita técnica organizada por estações temáticas, como automação e inovação na fábrica de ração, integração e sustentabilidade, e operações nos currais de manejo e engorda.


Link da notícia: http://www.beefworld.com.br/noticia/pecuaria-intensiva-e-destaque-no-encontro-da-scot-consultoria


Por: Beef World



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook