• Quarta-feira, 10 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Preço do leite pago ao produtor subiu no país em julho


Segunda-feira, 3 de agosto de 2015 - 11h42

Os preços do leite aos produtores brasileiros voltaram a subir em julho, apesar da fraca demanda doméstica. O valor médio pago no país neste mês - referente à matéria-prima entregue em junho - ficou em R$ 0,965 por litro, 1,6% acima do pagamento anterior, de acordo com levantamento da Scot Consultoria.


Em parte, o que explica a alta é entressafra do leite nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. Mas as fortes chuvas na região Sul do Brasil - que está em plena safra - também contribuíram para a valorização, segundo Juliana Pila, analista da Scot. "A produção não cresceu como o esperado no Sul por causa das chuvas", observou. As fortes precipitações provocaram problemas no manejo do gado leiteiro e na captação da matéria-prima, segundo ela.


Valter Galan, da consultoria MilkPoint, acrescentou que as pastagens encharcadas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina também afetaram a alimentação dos animais.


Já nas regiões onde é entressafra - como Minas Gerais e São Paulo -, houve um "ligeiro aumento" da produção, segundo Juliana Pila. Ela atribuiu esse crescimento principalmente ao fato de os produtores de leite dessas regiões serem mais tecnificados.


O consumo retraído no país - como define a Scot - ainda não afetou o valor pago aos produtores de leite, mas a pressão já começa a chegar aos preços do longa vida no atacado e no varejo.


Conforme o levantamento da Scot, o litro do leite longa vida em São Paulo na segunda quinzena de julho ficou em R$ 2,23, em média, abaixo dos R$ 2,29 da segunda quinzena de junho. No varejo paulista, ficou estável em R$ 2,88 por litro na mesma comparação.


Com a demanda patinando, os estoques nos laticínios já começaram a aumentar, de acordo com a analista da Scot. Não à toa os laticínios consultados no levantamento da Scot já começam a falar em estabilidade para a cotação do leite no próximo pagamento. Segundo a pesquisa com mais de 100 fontes, 59% acreditam em estabilidade dos preços, 27% em alta - mas comedida - e 14% em queda.


Fonte: Valor Econômico, por Alda do Amaral Rocha. Publicado em 31/07/2015 - http://www.valor.com.br/agro/4159326/preco-do-leite-pago-ao-produtor-subiu-no-pais-em-julho



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook