• Terça-feira, 28 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Demanda cresce


Quarta-feira, 18 de janeiro de 2012 - 10h32

Frigoríficos buscam animais, mas tentam preços mais baixos A programação de abates nos frigoríficos começa a perder fôlego e a demanda por boi gordo aumenta. Segundo a Scot Consultoria, boa parte das indústrias paulistas negocia nas praças vizinhas o que tem pressionado o preço em Goiás e Mato Grosso do Sul. Em Minas Gerais, por causa da dificuldade para o escoamento da boiada, as escalas também estão mais apertadas. No mercado físico, o indicador boi gordo da Esalq registrou mais um dia de reajuste. Houve aumento de 0,92% na cotação à vista, que ficou em R$98,37. Nas compras a prazo a arroba foi reajustada em 0,9% e encerrou as negociações avaliada em R$100,02. No mercado futuro, os contratos com vencimento em janeiro também foram reajustados e encerraram o pregão avaliados em R$98,88, aumento de 0,51%. Fonte: DBO. Por Monica Costa. 18 de janeiro de 2012.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook