• Sexta-feira, 1 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Oferta ainda é apertada, mas alta da arroba do boi já perde o fôlego


Segunda-feira, 22 de novembro de 2010 - 16h31

Depois de bater R$ 115 na primeira quinzena deste mês, a arroba do boi gordo fechou a última semana a R$ 110 a prazo no mercado de São Paulo, segundo levantamento da Scot Consultoria. De acordo com Alcides Torres, da Scot, os pecuaristas estão vendendo animais mais leves aos frigoríficos, o que aumentou a oferta de bois temporariamente. A forte alta da primeira quinzena ocorreu porque a oferta de gado de confinamento foi menor do que se esperava, segundo Torres. Mas o aumento dos preços da arroba também foi reflexo da retenção de animais por parte de pecuaristas, à espera de novas altas. Não à toa, o boi subiu de R$ 92,00 a arroba no começo de outubro para R$ 100 no dia 21 de outubro e R$ 115 no dia 11 deste mês no interior de São Paulo. A venda de bois mais leves atualmente pode significar menor oferta de animais em janeiro. "Pode faltar boi em janeiro. Boi gordo só em fevereiro", afirmou Alcides Torres. Ele informa que os animais têm sido comercializados para abate com peso entre 16 e 17 arrobas, quando o ideal seria entre 18 e 19 arrobas. Com a oferta levemente maior de bovinos no mercado, os frigoríficos conseguiram aumentar suas escalas de abate e já pressionam por novas quedas de preços em todo o país. Em dólar, a arroba do boi já alcançou US$ 64,03 na sexta-feira em São Paulo. Um ano antes estava em US$ 42,84. Fonte: Valor Econômico. Agronegócios. Por Alda do Amaral Rocha. 22 de novembro de 2010.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook