• Domingo, 14 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

JBS Friboi e IFC têm plantas desabilitadas pelos Estados Unidos


Quinta-feira, 31 de julho de 2008 - 10h47

Duas plantas frigoríficas brasileiras foram desabilitadas a exportar carne bovina industrializada para os Estados Unidos recentemente, o principal mercado comprador do produto nacional. No total, após o ocorrido, vinte plantas têm autorização atualmente para exportar, informou ontem o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Entre 11 de junho a 22 de julho, técnicos do Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar (FSIS) norte-americanos estiveram em missão oficial no Brasil e apontaram não-conformidades em seu relatório preliminar. Nos próximos dias, haverá reunião entre autoridades brasileiras e norte-americanas em Washington para avaliar a questão. As duas plantas desabilitadas seriam a unidade de Andradina (SP) do JBS-Friboi e a planta de Itupeva (SP) da International Food Company (IFC) Indústria de Alimentos. Segundo especialistas, apesar de ser o principal destino para o produto brasileiro, as desabilitações não trarão perdas significativas em volume de vendas. “A planta da IFC está praticamente desativada e a JBS pode embarcar produtos de outra planta de sua propriedade”, avalia Paulo Molinari, consultor da Safras&Mercados. “Geralmente essas suspensões são temporárias até que as empresas façam alguma adequação. Às vezes o problema é somente documental”, ilustra. Fabiano Tito Rosa, consultor da Scot Consultoria, lembra que o fato já ocorreu no passado mas os frigoríficos voltaram logo a exportar. “A questão é pontual e não deve mexer muito com o mercado”, avalia. Perfil de mercado Até junho deste ano, os norte-americanos importaram o equivalente a US$129,9 milhões (ou 25,1 mil toneladas líquidas) em carne bovina industrializada, segundo a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec). Em 2007, a receita total obtida com as vendas de industrializados para o país somou US$285,6 milhões (ou 62,5 mil toneladas líquidas). Em valor, o faturamento aumentou em 5% sobre 2006 e, em volume, houve decréscimo de 32,7%, no mesmo período comparativo. No primeiro semestre deste ano, o quadro segue com volume exportado inferior e receita superior em comparação ao primeiro semestre de 2007. Um dos motivos para a queda de volume comercializado é a redução de importações dos norte-americanos devido à crise econômica pela qual o país passa. A redução de oferta de gado e conseqüentemente de produtos também é outro fator. Uma planta do JBS e uma da IFC foram desabilitadas a exportar carne bovina industrializada para os Estados Unidos. Fonte: DCI. Agronegócios. Por Érica Polo / Agência Estado. 31 de julho de 2008.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook