• Sexta-feira, 1 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Bezerro está bem cotado até antes de desmamar


Sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008 - 10h56

A percepção de falta de bezerro para a reposição do rebanho está fazendo os produtores "reservarem" os animais antes mesmo do desmame. Nos últimos 12 meses, o animal valorizou-se em média quase 30%, segundo dados da Scot Consultoria. Foi cotado entre R$520 a R$530, dependendo da região. No mesmo período, a alta do boi gordo foi de aproximadamente 35% - R$75 a arroba, em São Paulo. O desmame do bezerro, no Centro-Sul do País, começa entre março e abril. "Que vai faltar bezerro é evidente, pois houve abate de vacas. Por isso, a saída é se antecipar aos concorrentes", diz José Vicente Ferraz, diretor da AgraFNP. O diretor-operacional da Associação Nacional dos Confinadores (Assocon), Juan Lebron, explica que além do encurtamento do ciclo pecuário, o aumento das exportações brasileiras foi superior à taxa de crescimento do rebanho brasileiro. Segundo ele, há duas formas de fazer "a compra antecipada": no mercado futuro ou reservando diretamente com a fazenda. Lebron acrescenta que nos últimos tempos tem havido também uma parceria direta entre o criador e o recriador, que acaba "incentivando" uma compra antecipada. "Isso não é normal acontecer", diz o coordenador de pecuária da Agro-Pecuária CFM, Luis Adriano Teixeira, referindo-se ao fato de as empresas do setor receberem pedidos antecipados de compra. Segundo ele, a empresa tem recebido muita procura de produtores que querem comprar antecipadamente o bezerro, que ficará pronto em junho. "Geralmente, o pecuarista deixa vir a safra para inicar as compras, mas neste ano se anteciparam", afirma. Na avaliação de Teixeira, a procura pelo bezerro continuará forte durante todo ano, inclusive com valorização do animal até 2009. Ele acredita que, como a retenção de fêmeas começou apenas no final do ano passado, somente no desmame de 2010 começa a regularização. "A pecuária deve encontrar o ponto alto deste ciclo positivo em 2009/10. Com isso, a valorização do bezerro deve durar o ano todo", comenta Teixeira. Ele ressalta que a empresa não está fazendo vendas antecipadas, mas está apostando na liquidez maior deste mercado. "A oferta diminuiu bastante porque se abateu muita matriz. Como os preços do boi gordo se recuperaram, aqueceu o mercado de cria", explica o analisa da Scot Consultoria, Fabiano Tito Rosa. Segundo ele, além da necessidade de reposição, tem pecuarista aproveitando a fase boa do preço do boi gordo para aumentar o rebanho, o que amplia ainda mais a procura por bezerros. Rosa diz que a valorização do animal começou antes da boi gordo - ainda em 2006 - e, portanto, hoje, a relação de troca já está mais favorável: 2,4 - considerada normal. Apenas em Mato Grosso do Sul, a relação ainda é considerada desfavorável: 2,15. Apesar disso, a estimativa é que o mercado continue firme até que oferta seja regularizada. Fonte: Gazeta Mercantil. Caderno C . Pág. 4. Por: Neila Baldi. 28 de fevereiro de 2008.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook