• Quarta-feira, 10 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

UE considera mais embargos à carne do Brasil


Sexta-feira, 26 de janeiro de 2007 - 12h21

A União Européia está ameaçando embargar a carne de mais Estados brasileiros, caso não sejam feitos progressos em termos de segurança alimentar e saúde animal, com base nas medidas impostas pela UE. A UE mantém embargo às carnes do Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo devido à ocorrência da febre aftosa em outubro de 2005. Em São Paulo não foram encontrados animais infectados, porém o embargo foi mantido em função da proximidade com os outros Estados e da preocupação com a falta de fiscalização no transporte de animais pelo governo brasileiro. Na última semana, líderes de 5 associações de produtores da UE se reuniram com o oficial de Segurança Alimentar, Markos Kyprianou, para discutir o aumento no embargo devido a problemas sanitários. A UE é o maior mercado para as carnes brasileiras e responde por 23% do volume de carne bovina exportada pelo Brasil e 33% do faturamento, de acordo com a consultoria pecuária Scot Consultoria, de São Paulo. Exportadores brasileiros alegam que as associações de produtores do Reino Unido e de outros países do Norte da UE estão levantando questões relacionadas à segurança alimentar como uma forma de competir com a carne brasileira na UE. “Apesar do fato de que o governo brasileiro mostrou alguns sinais de progresso, muitas medidas recomendadas ao Brasil por outras missões da UE não foram adotadas ainda”, diz a notificação da associação de carnes da UE. Outra missão da UE deve chegar ao Brasil no próximo mês para inspecionar indústrias de embalagens para carne e grandes fazendas de gado. Fonte: Dow Jones Newswires. Por Kenneth Rapoza. Traduzido por Leonardo Alencar. 26 de janeiro de 2007.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook