• Segunda-feira, 18 de novembro de 2019
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

A adubação como forma de melhorar a produtividade

Entrevista com chefe de pesquisa e desenvolvimento na Embrapa Solos, Vinicius de Melo Benites

Segunda-Feira, 05 de Agosto de 2019 - 05h55
-A +A

Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa, possui mestrado e doutorado em solos e nutrição de plantas pela mesma universidade e pós-doutorado pelo CSIRO Land and Water, Austrália. É pesquisador da Embrapa Solos e atualmente ocupa o cargo de chefe de pesquisa e desenvolvimento. É o secretário executivo do portfólio de suprimento de nutrientes para a agricultura brasileira da Embrapa, rede de pesquisa que estuda alternativas para o aumento de eficiência de uso e desenvolvimento de novas tecnologias em fertilizantes adaptadas aos agros ecossistemas tropicais.

Foto: Pixabay


Dando continuidade na rodada de entrevistas com os palestrantes do Encontro dos Encontros da Scot Consultoria, hoje nosso convidado é Vinicius de Melo Benites, que participará do Encontro de Adubação de Pastagens.

O encontro acontece de 30 de setembro a 4 de outubro de 2019, em Ribeirão Preto - SP. Para mais informações, acesse: encontros.scotconsultoria.com.br

Vinicius é graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa, possui mestrado e doutorado em solos e nutrição de plantas pela mesma universidade e pós-doutorado pelo CSIRO Land and Water, Austrália. É pesquisador da Embrapa Solos e atualmente ocupa o cargo de chefe de pesquisa e desenvolvimento. É o secretário executivo do portfólio de suprimento de nutrientes para a agricultura brasileira da Embrapa, rede de pesquisa que estuda alternativas para o aumento de eficiência de uso e desenvolvimento de novas tecnologias em fertilizantes adaptadas aos agros ecossistemas tropicais.

Scot Consultoria: Vinicius, o senhor poderia comentar um pouco sobre a importâncias do Encontro de Adubação de Pastagens da Scot Consultoria?

Vinicius de Melo: Qualquer assunto na parte de tecnologia hoje no campo, é muito bem-vindo, pois o produtor está precisando justamente de informação. Hoje, vivemos em uma agricultura que depende muito de informação para o produtor ter ganho.

No caso da pastagem, especificamente, ainda estamos engatinhando na adubação e o que nós vemos na teoria é muito diferente do que acontece na prática. Então, eu acho extremamente importante e saudável para o produtor ter essa informação, ter os resultados de pesquisas na mão, justamente para poder tomar decisão do que fazer na propriedade.

Scot Consultoria: Qual a ideia principal do Bloco que você vai apresentar?

Vinicius de Melo: Vou trazer um pouco de informação científica e sobre o que existe hoje em relação a adubação de pastagem; o que de fato é feito no Brasil, na prática, e mostrar o quanto ela está distante das tecnologias que já existem.

Quero mostrar os efeitos da nutrição sobre o ganho de produção em pastagem, quais são as fontes de nutrientes que temos disponíveis hoje na agricultura tropical, que são fontes apropriadas para pastagem, considerando que a pecuária é uma atividade de menor valor agregado comparado à agricultura.

Ou seja, é necessário procurar fontes de menor valor, fontes que não tenham a mesma solubilidade por exemplo, que as fontes que nós utilizamos nas agriculturas anuais. Quero mostrar justamente isso, o quanto eu ganho na adubação, quais os principais pontos e o que temos hoje de tecnologias no mercado brasileiro.

Scot Consultoria: Quais os principais gargalos dentro da adubação potássica de pastagens que encontramos hoje no Brasil, e quais as principais novidades?

Vinicius de Melo: Em relação aos gargalos na adubação de pastagem, sempre foi o custo das fontes, tanto potássio como os outros nutrientes.

O que temos de novidade, é que existem fontes alternativas, no caso de algumas fontes orgânicas, alguns resíduos da própria produção animal, que podem ser utilizados na pastagem com performance muito semelhante aos adubos minerais, trabalhando também algumas fontes de menor solubilidade.

O intuito da discussão é colocar o que é fato e o que é mito em relação ao que tem sido ofertado no mercado, pois existem ofertas de produtos que não tem efeito agronômico. Isso tem que ficar claro para o produtor durante a palestra, o que de fato tem e o que não tem efeito, porque o mercado não tem se preocupado com o ganho do produtor, está preocupado somente com a venda do produto mesmo que não traga benefícios, e o importante é estudar a ciência disso.

Mas não é nada de alta tecnologia, eu diria mais pelo posicionamento de pesquisa hoje, são as boas práticas agrícolas, a forma correta de se fazer a adubação considerando a fonte correta, o time correto e quais são as doses corretas. Eu diria que o que tem de novidade na realidade é o capricho, trabalhar de fato com capricho e usar o que tem dado resultado nas pesquisas.

Scot Consultoria: Como tem evoluído a adubação de forrageiras nos últimos anos no Brasil? 

Vinicius de Melo: Com certeza houve um ganho significativo. Ainda falamos de um mercado bimodal pois, você tem produtores de alta tecnologia, que investem em tecnologia, em pastagem, em qualidade de plantas, mas também existe um perfil, que é a maior parte dos produtores brasileiros, que ainda considera a pastagem como um recurso natural não esgotável.

Hoje, existe uma tecnologia de ponta ao lado de área com zero tecnologia. Considerando a média do Brasil, tem melhorado, mas ainda existe uma quantidade imensa de produtores que não usa tecnologia.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar
Scot - Facebook Leite
 
Scot - Facebook Scot - Twitter Scot - Youtube Scot - Instagram Scot - Rss Scot - Linkedin

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook





  • Copyright 2019, Scot Consultoria, Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 • Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000 | +55 17 3343 5111