• Sexta-feira, 27 de novembro de 2020
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Carta Leite - Forte valorização do leite no mercado spot e alta no pagamento ao produtor


Quarta-feira, 22 de julho de 2020 - 19h10


Os preços ganharam força a partir de maio.


Em abril, o impacto negativo no consumo dos lácteos foi maior em função das medidas restritivas decorrentes da pandemia causada pelo covid-19, o que afetou diretamente os preços do leite.


Tomando a região de São Paulo como referência, em média, a queda foi de 10,5% no mercado spot em abril frente a março.


No pagamento ao produtor referente à produção entregue em abril, a queda foi de 1,8% na variação mês a mês.


Por outro lado, a produção vinha em queda, acumulando uma retração de 11,6% em abril frente ao início do ano, de acordo com o Índice de Captação de Leite da Scot Consultoria.


O consumo de lácteos começou melhorar a partir da reabertura gradual do comércio em determinadas regiões e do pagamento dos auxílios emergências.


Nesse quadro, os preços reagiram no mercado spot e no pagamento ao produtor.


O reflexo no mercado spot e no preço pago ao produtor

No mercado spot, desde a segunda quinzena de março, o preço do leite vinha em queda e acumulou uma retração média de 3,4% até o início de maio.


A partir da segunda quinzena de maio, os preços começaram a subir, e o movimento perdurou nas quinzenas seguintes (tabela 1).


Tabela 1. Variação quinzenal dos preços do leite no mercado spot em São Paulo.



Fonte: Scot Consultoria - www.scotconsultoria.com.br 


O leite ao produtor também subiu nesse período, porém, menos acentuadamente.


Considerando a praça de São Paulo, os ajustes positivos no preço pago ao produtor melhoraram a partir do pagamento de junho referente à produção entregue em maio. A alta foi de 3,8% frente ao mês anterior (tabela 2).


Tabela 2. Variação mês a mês dos preços do leite pago ao produtor em São Paulo.



Fonte: Scot Consultoria - www.scotconsultoria.com.br 


Comparativo

Levando em consideração os preços médios mensais no mercado spot e ao produtor, em São Paulo, o preço em junho no mercado spot aumentou 36,9%, e a alta para o produtor foi de 3,8% frente a maio (figura 1).


Figura 1. Variação mês a mês do preço do leite no mercado spot e ao produtor, em São Paulo.



Fonte: Scot Consultoria - www.scotconsultoria.com.br 


Na variação mês a mês, iniciando a comparação em fevereiro frente a janeiro até junho ante maio, a cotação do leite spot subiu em média 7,9%, e o preço ao produtor subiu 1,1% (tabela 3).


Tabela 3. Variação mensal dos preços do leite no mercado spot e do leite pago ao produtor em São Paulo.



Fonte: Scot Consultoria - www.scotconsultoria.com.br 


Considerações finais 

A menor oferta de matéria-prima e a melhora do consumo de lácteos refletiram em preços mais altos no mercado spot, ao produtor e, também, no atacado e no varejo.


No mercado spot, em função da dinâmica de comercialização, com negócios diários, as variações de preço tendem a ocorrer primeiro.


Dessa forma, apesar de uma alta de preço ao produtor tímida, esse cenário contribui para a expectativa de que os preços ganhem força nos próximos pagamentos.


Quanto à produção leiteira, mesmo com a melhora da captação pelas indústrias, principalmente no Sul do país, nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, em entressafra, a produção deve continuar limitada.


O consumo merece acompanhamento em função do quadro de crise econômica e sanitária.


O Relatório do Mercado de Leite da Scot Consultoria é uma excelente fonte de consulta e ferramenta fundamental de suporte às decisões para você que produz, consome ou transforma leite em lácteos.



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook