• Segunda-feira, 22 de abril de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

A alternativa


Segunda-feira, 13 de outubro de 2014 - 15h05

Problemas sociais - soluções liberais
Liberdade política e econômica. Democracia. Estado de direito. Estado mínimo. Máxima descentralização do poder.


Depois de dois mandatos de Lula e hora de encerramento do mandato de Dilma, que sucederam aos mandatos de FHC, a nós, brasileiros, cabe escolhermos entre dois legítimos representantes de procedimentos econômicos diferentes.


É sempre difícil avaliar desempenhos ocorridos em tempos diferentes. Creio, no entanto, que Dilma já teve tempo suficiente para que se possa avaliar seu comportamento e ideias.


A principal indicação do governo petista é o da intervenção estatal com suas implicações mais diretas, entre elas, a substituição do critério do resultado pelo da origem. Resultado bom é aquele em que o Estado lidera e não, aquele obtido pela iniciativa privada onde o governo aparece apenas como emulador.


Às vésperas de escolher entre Aécio e Dilma, cabe refletir sobre qual deles é mais estimulante ao desenvolvimento, não esquecendo de que, mais governo significa mais impostos, menos rentabilidade privada e menos grau de liberdade.


O tamanho do Estado com Dilma só fez crescer. Dilma, como ademais todos os estatólatras, abomina o governo norte-americano que vê a iniciativa privada como a mola mestra do progresso. O grupo de Dilma pensa exatamente o contrário. 


Por Arthur Chagas Diniz



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja