• Sexta-feira, 1 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Apesar de ano difícil, lucro do Mcdonalds foi maior em 2013


Quinta-feira, 30 de janeiro de 2014 - 16h29

Zootecnista formado pela UFV - Universidade Federal de Viçosa.


O maior consumidor de carne do mundo continua desafiando o difícil ambiente econômico global, anunciando que melhorou os resultados financeiros para o ano fiscal que terminou em 31 de dezembro de 2013.


No Brasil, o McDonalds é operado desde 2007 pela Arcos Dourados, franqueada da rede em toda América Latina. Presente no Brasil desde 1979 o mercado brasileiro é um dos 8 maiores da marca e esta entre os 5 com maior crescimento.


A hamburgueria McDonalds informou que a receita, o lucro operacional e o lucro por ação estão ligeiramente maiores em comparação com o ano anterior, impulsionada pelo modesto crescimento na maioria das regiões.


O resultado anual, anunciado ontem, dia 24/1, veio apesar dos resultados decepcionantes durante o quarto trimestre.


O desempenho é reflexo dos padrões existentes em todo o mundo durante tempos econômicos difíceis, negociando seus produtos a preços baixos e optando por mais opções no cardápio e preços competitivos.


A Austrália é o principal fornecedor de carne de hambúrguer e carne moída para o McDonalds, exportando hambúrgueres para mais de 25 países.


Os resultados completos incluíram:


-          O aumento global de vendas de 0,2%;


-          Aumento da receita consolidada em 2,0%, US$28,1 bilhões em vendas;


-          Aumento do lucro operacional consolidado em 2,0% em comparação ao ano passado;


O quarto trimestre da empresa (outubro a dezembro) foi um difícil período de negócios, com as vendas globais diminuindo 0,1%, refletindo em menos clientes que ano passado, e em uma diminuição de 1,4% de vendas nos restaurantes dos EUA. No quarto trimestre o lucro líquido esperado era de 1,4%, enquanto a receita total subiu 2,0% para US$7,09 bilhões.


Nas operações da empresa nos EUA, as vendas diminuíram 1,4% no quarto trimestre enquanto na Europa houve crescimento de 1,0% nas vendas e aumento de 3,0% na receita operacional quando comparado ao ano passado. O bom desempenho no Reino Unido, Rússia e França compensaram parcialmente os resultados aquém do esperado na Alemanha.


O Arco Dourados eve taxa de expansão de receita total de 9,4%, maior que o crescimento do McDonalds "global" que esta na casa dos 2,0%. O Brasil teve grande contribuição nas receitas do grupo Arcos Dourados, representando 46,0% da receita total.


Nos McDonalds da Ásia, Pacífico e Oriente Médio (incluindo a Austrália), houve queda de 2,4% nas vendas no quarto trimestre, e declínio de renda de 8,0%, refletindo a fraqueza do mercado japonês e o desempenho relativamente estável na China e Austrália.


O presidente executivo do McDonalds Don Thompson disse que 2013 foi um ano desafiador, mas a empresa teve o foco renovado em relação às prioridades de crescimento global para 2014.


Ele disse que o McDonalds necessita estabelecer "uma relação mais forte com o consumidor este ano" e recuperar a confiança através da melhoria da execução dentro do restaurante, da inserção de itens no cardápio mais "interessantes" e melhoria da comunicação de marketing.


"Isso inclui maior uso de mídias digitais, porque o McDonalds não atuou com contundência nessa área".


Segundo os executivos, a Austrália é um dos "mercados-chaves de oportunidade".


As vendas na Austrália ficaram estáveis no último trimestre e sem brilho ao longo de 2013.


O CEO Don Thompson disse que a estratégia de vendas na Austrália será a criação de "planos de mercado mais relevantes para os consumidores locais. Estamos enfatizando o valor em todas as faixas de preço e estamos lançados produtos premium para criar "emoção" em todo cardápio."


Introduções recentes de produtos premium incluíram o Angus McOz.


A empresa ficou abaixo de alcançar seu objetivo de estabelecer 1300 novos restaurantes em todo o mundo no ano passado, encerrando o ano com 949 novos restaurantes. Para 2014, no entanto, estão previstas 250 inaugurações no EUA, 320 na Europa e 830 na Ásia (sendo que 300 serão na China), um total de 1400 novas lojas.


No Brasil o McDonalds abriu 178 pontos de vendas em 2013, sendo 85 restaurantes e 93 quiosques de sorvetes, mostrando uma forte tendência de preferência pelo formato compacto, consequência de uma margem mais vantajosa dos sorvetes quando comparado com os hambúrgueres.


O McDonalds é a rede varejista líder global em serviços alimentícios com mais de 35.000 estabelecimentos servindo 70,0 milhões de consumidores por dia, em 119 países.


Fonte: Beef Central. Traduzido, comentado (em azul) e adaptado por Fernando Amadio, zootecnista e analista da Scot Consultoria.



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook