• Quarta-feira, 17 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Mercado de fertilizantes pode bater recorde de vendas em 2012


Terça-feira, 24 de abril de 2012 - 19h52

Zootecnista, formado pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - UNESP, Campus de Jaboticabal-SP. Mestre em Administração de Organizações Agroindustriais pela mesma instituição.


As vendas de fertilizantes estão aquecidas. Em 2011, o setor apresentou recorde de vendas, chegando a 28,3 milhões de toneladas, segundo a Associação Nacional para Difusão de Adubos (ANDA).

Um aumento de 15,5% em relação a 2010.

Este ano a demanda por fertilizantes pode atingir novo recorde.

Somente no primeiro trimestre de 2012 as vendas cresceram 7,0% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 5,3 milhões de toneladas.


Figura 1.
Vendas de fertilizantes no Brasil, em milhões de toneladas.


Fonte: ANDA / Compilado por Scot Consultoria - www.scotconsultoria.com.br


O consumo interno foi impulsionado pelo aumento na área plantada de milho safrinha, sorgo, e de algodão.

A expansão da área de cana-de-açúcar também colaborou para este aumento.

O maior volume de entrega, segundo a ANDA, aconteceu no Mato Grosso, para atender o plantio da safrinha de milho, seguido por São Paulo, Minas Gerais e Paraná.

A expectativa de expansão da área plantada de soja e cana-de-açúcar na próxima safra (2012/2013) pode puxar a demanda por fertilizantes este ano. Os preços das commodities em patamares elevados incentivam os investimentos.

Demanda aquecida significa alta de preços.

Aliás, os primeiros sinais de alta já podem ser observados.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, a cotação dos adubos nitrogenados, que vinham em queda desde dezembro de 2011, subiram em média, 2,6% em abril na comparação com março.


No caso da ureia agrícola, o aumento foi de 2,8%. Veja a figura 2.


Figura 2.
Preço médio da ureia agrícola em São Paulo, em R$/tonelada.

Fonte: Scot Consultoria - www.scotconsultoria.com.br


Parte desta pressão vem do mercado internacional.

A maior procura por adubos nos Estados Unidos para o plantio da safra 2012/2013 (em andamento), devido à expansão das áreas de milho e trigo, culturas altamente consumidoras de nitrogênio, puxaram para cima as cotações destes produtos.

O preço da ureia importada (CIF Brasil) subiu 17,2% desde meados de março. A tonelada do insumo está cotada ao redor de US$500,00 no mercado externo.

Os estoques de passagem relativamente maiores no início do ano repercutiu em queda de 27,8% no volume importado na comparação com o mesmo período do ano passado.

O cenário de aumento de preços dos fertilizantes, se perdurar, deve incidir nos custos de produção de grãos na temporada 2012/2013.

Aliás, é justamente a preocupação com os preços no segundo semestre, quando a demanda é maior, que tem feito o agricultor antecipar as compras para a safra de verão.

No Mato Grosso, até o final de março, 70% do adubo a ser utilizado no plantio da safra 2012/2013 foi comprado, segundo dados divulgados pelo Instituto Mato-grossense Economia Agropecuária (IMEA).


Colaborou Renato Bittencourt, zootecnista e trainee da Scot Consultoria.



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook