• Quarta-feira, 17 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Segunda semana seguida de preços em queda no mercado atacadista de carne bovina sem osso


Segunda-feira, 16 de janeiro de 2012 - 17h31

Zootecnista, formado pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - UNESP, Campus de Jaboticabal-SP. Mestre em Administração de Organizações Agroindustriais pela mesma instituição.


O consumo lento pressiona o mercado. A desvalorização acumulada nos últimos sete dias foi de 2,2%, em média, com destaque para os cortes de traseiro, que estão 3,0% mais baratos. O filé mignon alcançou os 9,0% de queda. Neste período do ano o escoamento de dianteiro geralmente é melhor, em função do menor preço de mercado. Este tipo de produto, embora também tenha trabalhado em queda, teve desvalorização menor, 1,0%. A diferença entre o preço de venda da carne bovina sem osso e os subprodutos, e o valor pego pela arroba, que era de 30,0% no final do ano, uma das maiores margens já registradas, está em 25,1%. Considerando que a segunda quinzena do mês geralmente é pior para venda de carne, não existe perspectiva de melhora de preços no curto prazo. No varejo, a dificuldade nas vendas reduziu preços em 2,5% em São Paulo e 1,0% no Paraná. Mercado estável em Minas Gerais e no Rio de Janeiro.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook