• Sábado, 13 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

FAO promove desenvolvimento sustentável da pecuária


Quinta-feira, 12 de julho de 2012 - 16h55

A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO, Roma/ITA) anunciou na quarta-feira (4/7) uma aliança dirigida a melhorar a avaliação do impacto ambiental da indústria pecuária, com objetivo de garantir a sustentabilidade do setor.


A importância destas ações, indicou a entidade, está em que a criação de gado e o consumo de produtos de origem animal contribuem ao bem-estar nutricional de milhões de pessoas em todo o mundo.


Frente a isso, o oficial superior de políticas pecuárias da FAO, Pierre Gerber, expressou que o objetivo é criar formas de produção mais sustentáveis que continuem proporcionando alimentos e rendimentos.


Para isso, manifestou, é necessário informações quantitativas confiáveis sobre os principais parâmetros ambientais nas correntes de produção pecuária, como base para impulsionar as mudanças no esquema atual.


Por isso, a FAO e seus sócios estatais, do setor privado e organizações não-governamentais, trabalharão juntos em diversas frentes para fortalecer os fundamentos científicos da avaliação comparativa ambiental das correntes de produção pecuária.


Em uma primeira fase, prevê-se o estabelecimento de métodos e diretrizes científicos para quantificar a emissão de carbono da pecuária, que abarca diversos tipos de explorações e sistemas de criação.


Além disso, será criada uma base de dados das emissões de gases de efeito estufa na produção de diferentes tipos de ração, unida ao desenvolvimento de uma metodologia para medir outros fatores importantes de pressão ambiental como o consumo de água e as perdas de nutrientes.


A FAO calculou que a demanda de produtos pecuários continuará se intensificando durante as próximas décadas. Nesse sentido, espera-se que o consumo de carne aumente quase 73 por cento para o ano de 2050, enquanto os produtos lácteos aumentarão 58 por cento com relação aos níveis atuais.


Fonte: Portal Vermelho. Pela Redação. 4 de julho de 2012.



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook