• Quinta-feira, 20 de janeiro de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Queda na captação e reação dos preços dos produtos lácteos deram sustentação ao mercado de leite


Quarta-feira, 3 de outubro de 2012 - 11h04

O movimento de baixa no mercado de leite perdeu força no pagamento de setembro. A média nacional ficou praticamente estável, com altas para os produtores no Sudeste e Nordeste.


Segundo levantamento da Scot Consultoria, o produtor recebeu, em média, R$0,797 por litro de leite.


Além da queda da captação nessas regiões, a elevação dos preços dos produtos lácteos, em função da redução dos estoques e da reação nas vendas, deu sustentação às cotações.


Em curto prazo, o cenário é de mercado mais firme. Para o pagamento de outubro (produção de setembro), 44% das indústrias pesquisadas acreditam em alta de preços e 55% acreditam em manutenção.


No atacado e varejo foram verificados aumentos de preços dos lácteos na primeira e segunda quinzena de setembro, depois de um longo período de mercado de lado.


A previsão para a primeira metade de outubro é de alta, em especial para os leites fluidos, queijos e manteiga.


A alta de preços no mercado spot mostra a maior concorrência em São Paulo e Minas Gerais.



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook