• Quinta-feira, 2 de dezembro de 2021
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Demanda fraca pressiona para baixo as cotações dos lácteos no atacado


Sexta-feira, 8 de maio de 2020 - 06h45

Foto: pxhere.com


No mercado atacadista, considerando a média de todos os produtos pesquisados pela Scot Consultoria, houve queda de 1,1% da primeira para a segunda metade de abril deste ano e na comparação mensal os preços ficaram 1,3% menores. 


A menor demanda por lácteos, em função das medidas restritivas devido a pandemia, fez aumentar os estoques no atacado e o varejo, com as compras compassadas, não absorveu toda oferta, resultando em preços menores. 


O leite longa vida (UHT) e o queijo muçarela tiveram queda de 2,7% e 3,2%, respectivamente, na segunda quinzena de abril. 


Do lado do consumo, este ainda deve permanecer retraído no curto e médio prazos, mesmo com a possível retomada parcial das atividades em alguns estados. 


De forma geral, a população menos capitalizada, devido à crise instaurada, deve refletir na demanda, principalmente para os produtos de maior valor agregado. 


Neste cenário, o viés de baixa persiste no mercado atacadista de produtos lácteos e a expectativa de mudança fica por conta de quando será a retomada das atividades e do consumo interno.


Para saber mais sobre o mercado de leite, custos de produção, clima, preços dos lácteos no atacado e varejo e expectativas para a cadeia assine o Relatório de Mercado de Leite da Scot Consultoria.


A Scot Consultoria também realiza palestras e treinamentos de mercado na área de pecuária de leite.


Quer ficar por dentro das últimas notícias do mercado de leite? Acesse o Facebook da Scot Consultoria. 



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook