• Sábado, 24 de julho de 2021
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Preço do leite sobe em maio apoiado em menor captação


Terça-feira, 1 de junho de 2021 - 09h00

* Reprodução permitida desde que citada a fonte.


Demanda segue patinando, principalmente para produtos de maior valor agregado, como queijos e iogurtes.


Neste dia 1 de junho, quando é comemorado o Dia Mundial do Leite, o produtor brasileiro tem boa notícia. O pagamento do leite ao produtor neste mês de maio, referente ao produto captado em abril, teve alta de 3,8%, segundo a média entre 18 Estados produtores feita pela Scot Consultoria. De acordo com Rafael Ribeiro de Lima, zootecnista da Scot, o preço ficou entre R$ 1,90/litro a pouco mais de R$ 2,00/litro, variando entre as bacias leiteiras. 


"Esse aumento está mais apoiado na redução da captação, que em abril caiu 7,1%, do que na demanda na ponta produtora, que segue patinando. Inclusive, a demanda deve seguir incerta no próximo mês", disse.


Os custos de produção subiram com menor intensidade em maio, segundo Lima, devido ao afrouxamento nos preços do milho e do farelo de soja. Entretanto, outros componentes da cesta de custos, como fertilizantes para pastagens, por exemplo, tiveram aumento. 


A expectativa para o mês de junho que se inicia é de mais altas no preço pago ao produtor, movimento que deve seguir apoiado na redução da captação do leite e menos na demanda na ponta final.


Matéria originalmente publicada em:
Preço do leite sobe em maio apoiado em menor captação





O Confina Brasil, expedição que promove o levantamento de dados da pecuária intensiva, já está na estrada. A meta em 2021 é mapear 40% do gado confinado no país. Siga o @confinabrasil no Instagram e acesse confinabrasil.com para acompanhar a expedição.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>