• Sexta-feira, 1 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Pequenos sustentam preços


Quarta-feira, 14 de setembro de 2011 - 09h42

Com leves variações na cotação, mercado segue sem um rumo definido O mercado do boi gordo segue com poucos negócios. Em São Paulo, os frigoríficos maiores estão conseguindo manter a escala média de cinco dias, mas a indústria de menor porte continua sustentando a arroba. O índicador ESALQ/BM&FBovespa encerrou a terça-feira,14, a R$100,40, à prazo, com funrural, variação negativa de 0,44%. De acordo com a Scot Consultoria, no Mato Grosso do Sul, apesar de não haver oferta abundante de animais, a cotação caiu. A referência para o boi gordo no Estado é de R$95,00 a prazo, livre de impostos. Em Redenção (PA) e no Sul de Goiás, foram observados novos reajustes, com a arroba do boi gordo à prazo e sem impostos avaliada em R$89,00 e R$90,00, respectivamente. No mercado atacadista, as vendas começam a cair, movimento comum neste período do mês. Na BMF&Bovespa as negociações continuam concentradas nos contratos com vencimento em outubro. Nesta terça-feira a cotação fechou o pregão a R$ 102,33/@, reajuste de 0,44%. Fonte: DBO. Por Mônica Costa. 13 de setembro de 2011.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook