• Sábado, 25 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Pressão à vista sobre os preços da carne bovina


Segunda-feira, 27 de outubro de 2008 - 16h01

O mercado doméstico de carne bovina tem uma semana de pressão “baixista” sobre os preços pela frente. E a queda-de-braço já deu o tom na semana passada. Em São Paulo, informa a Scot Consultoria, na sexta-feira os frigoríficos ofereciam R$90,00 aos pecuaristas, que na quarta-feira recebiam R$93,00. Eram raros, entretanto, os negócios efetivamente fechados. “Está tudo parado. São poucos os frigoríficos que estão comprando”, afirmou na sexta o analista Fabiano Ribeiro Tito Rosa, da Scot. Ele conta que o momento é de muita especulação no mercado, ampliada pelas notícias de importadores de diversos países que querem baixar preços, oscilações do dólar e queda de preços no atacado doméstico. E tudo isso em um ambiente de oferta estruturalmente ainda limitada. Para Tito Rosa, a especulação estará viva esta semana, para talvez arrefecer um pouco a partir do início de novembro. Ele lembra que, no comércio exterior, é preciso ficar atento ao resultado da conjunção entre queda de preços e valorização do dólar. E dá um exemplo: é verdade que a tonelada do contra-filé já caiu de US$11 mil para US$9 mil na União Européia, mas o câmbio atual compensa esta retração. As férias coletivas em algumas plantas anunciadas por frigoríficos como JBS e Minerva também colaboram para ampliar o nervosismo. Fonte: Valor Econômico. Agronegócios. Por Fernando Lopes. 27 de outubro de 2008.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook