• Segunda-feira, 15 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Boi gordo: Em SP, a maior parte das indústrias está fora do mercado


Quarta-feira, 14 de outubro de 2009 - 14h54

As escalas no Estado atendem, em média, 4 dias. Após o feriado, muitos compradores estão “avaliando” a real disponibilidade de gado para então divulgar as ordens de compra. De acordo com a Scot Consultoria (Bebedouro, SP) é possível perceber uma pressão negativa sobre as cotações do boi gordo, que deve ou não se concretizar dependendo da oferta ao longo dos próximos dias. No Mato Grosso do Sul, as compras também estão paradas. Os últimos negócios com boi gordo foram fechados por R$74,00/@, a prazo, para descontar o funrural, nas três praças do Estado. Alguns compradores abriram R$1,00/@ a menos e o mercado travou. “Os pecuaristas, contando com as boas condições das pastagens, estão vendendo os animais aos poucos, o que ajuda a manter o mercado firme. A manutenção dessa estratégia ao longo dos próximos dias é essencial para que o mercado siga firme”, aponta a consultoria paulista. Os frigoríficos, por sua vez, tentam derrubar os preços ao menor sinal de aumento de oferta. Segundo a Scot, existem ordens de compras variadas numa mesma região, dependendo da necessidade da indústria. No mercado atacadista de São Paulo as vendas foram boas no final de semana e os preços estão estáveis. Fonte: DBO. 14 de outubro de 2009.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook