• Quinta-feira, 11 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Leite chegará a R$0,80 ao produtor, aposta Rubez


Segunda-feira, 29 de março de 2010 - 11h21

Baixa oferta e início da entressafra pressionam preços que ainda estão abaixo do custo de produção O mercado do leite completa o terceiro mês de valorização da bebida, segundo estudo feito pela Scot Consultoria. No pagamento de março, que remunera a produção de fevereiro, a média nacional ficou em R$0,671 o litro, uma alta de 6,4% em relação ao acerto do mês anterior. “Ainda não está vantajoso para o produtor de leite, pois o custo Brasil de produção está um pouco abaixo que R$0,80, mas no acerto de abril, relativo ao período de março, os produtores já podem receber entre R$0,75 e R$0,76 por litro”, aposta Jorge Rubez, presidente da Leite Brasil (Associação Brasileira dos Produtores de Leite). Para o zootecnista Rafael Ribeiro de Lima Filho, da Scot Consultoria, a antecipação da safra em 2009 e a queda acumulada de 18,5% no preço do leite no segundo semestre do ano passado podem ser apontadas como um dos motivos para esta alta antecipada nos preços. “Tivemos uma espécie de adiantamento da entressafra, com a valorização do leite antes do previsto, pois é comum ocorrer entre os meses de março até agosto”, observa o zootecnista. Segundo Lima Filho, os preços em 2010 estão até 13% melhores que os praticados na safra passada, usando a atualização feita pelo IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna). “Alguns itens como o concentrado, o milho, o farelo de soja, estão com preços relativamente baixos, o que torna este início de ano interessante para o produtor de leite. A partir de agora, teremos uma queda na produção, com a redução de chuvas, de temperatura, além da oferta natural de alimentos”, calcula o consultor da Scot. Derivados A alta também atinge o atacado de produtos lácteos, como o leite Longa Vida (UTH) e queijos, que registraram altas acima de 10%. No caso do Longa Vida, houve um aumento de 37% em cinco meses e em relação ao mesmo período de 2009, a caixinha está 22% mais cara no mercado, pressionando a migração do consumidor para produtos mais baratos, como o leite pasteurizado, que já registra uma valorização de 9% pela demanda, aponta o levantamento da Scot Consultoria. Fonte: Campo News. Por Bruno Sales. 29 de março de 2010.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook