• Segunda-feira, 15 de julho de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Mercado aposta em alta de 16,8% na arroba em cinco meses


Segunda-feira, 22 de maio de 2006 - 13h34

As cotações da arroba do boi gordo em São Paulo devem ter uma expressiva melhora até outubro. A BM&F (Bolsa de Mercadorias & Futuros) aponta, para outubro, o equivalente a prazo a R$59,00. Se comparados ao preço médio atual —cerca de R$50,50 — isso significa uma alta de 16,8% em cinco meses. A análise é do zootecnista Fabiano Tito Rosa, da Scot Consultoria. Ele observa que vários fatores podem influenciar o comportamento dos preços, como o clima, “campeão em esticar ou encurtar safras e entressafras”. Outubro é considerado o mês de pico do ano em termos de preços pagos pelo boi gordo. Já maio é taxado como o de piores valores. Tito Rosa analisou a curva de preços nos últimos cinco anos. De 2001 a 2005, o aumento médio da arroba em reais, de maio a outubro, foi de 11,2%. O consultor lembra que a amplitude das variações de ano para ano foram significativas. Tito Rosa considera que até o final do ano o boi pode alcançar patamares mais altos do que os apontados pela BM&F, com base em vários fatores. Um deles é o bom ritmo das vendas externas, que podem se intensificar com o fim dos embargos à carne brasileira. Ele também aponta a perspectiva de aumento no consumo da carne em nível mundial, reflexo do aquecimento da economia e da gripe aviária. Fonte: Bom Dia – São José do Rio Preto. Seção Economia. 21 de maio de 2006.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja