• Segunda-feira, 20 de maio de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Gestão e indicadores para uma agropecuária mais eficiente

Uma das palestrantes presentes no Encontro de Intensificação de Pastagens da Scot Consultoria em 2023, Vanessa Chiamulera

Segunda-feira, 16 de outubro de 2023 - 17h00
-A +A

Vanessa Chiamulera é administradora e especialista em Gestão do Agronegócio pela ESALQ-USP. Head de processos no Grupo Morena, membro do conselho Agroligadas e bolsista na Nuffield International.


Scot Consultoria: Vanessa, sua palestra no Encontro de Intensificação de Pastagens foi muito elogiada. Conta um pouquinho para a gente sobre o assunto que trouxe para o nosso evento, por favor
?

Vanessa Chiamulera: Falamos sobre gestão e indicadores utilizados na pecuária. Quando falamos em gestão, sempre se pensa em algo extremamente complicado. E não é verdade. A gestão deve ser simples para funcionar. Quem está na ponta, no operacional sabe que se não descomplicarmos o processo para o nosso modelo, a gestão não irá acontecer e será somente um emaranhado de papeis, que não servirão para nada. O que a gente precisa é que se crie históricos e dados, para que sejamos capazes de errar menos. Basicamente, o caminho para encontrar os indicadores para a nossa propriedade começa encontrando o nosso objetivo principal, assim podemos traçar as estratégias para o nosso negócio e alinhar as metas, ferramentas e métodos. Muitas vezes nos encontramos imersos num universo de “modismos” e podemos pensar que o que deu certo na propriedade vizinha, dará certo com a minha também, mas não funciona assim, pois a cultura organizacional de cada propriedade é diferente.

Scot Consultoria: O Grupo Morena tem como foco principal a produção de alimento de forma ambientalmente correta, socialmente justa e economicamente viável, e isso será exigido como obrigatoriedade pelas próximas gerações. Quais são os principais resultados financeiros que o pecuarista pode obter com a prática?

Vanessa Chiamulera: Tende-se a vincular muito a sustentabilidade com a questão ambiental e não é só isso. Numa empresa, por exemplo, temos que trabalhar sempre na mesma intensidade com a parte ambiental, a social e a governança, que é a gestão. Como é possível dizer que o produtor brasileiro não sabe gerir o seu negócio se a agropecuária brasileira chegou aonde chegou? Não tem como. Só que agora, com todo o conhecimento que existe sobre o assunto, ele tem o potencial de impulsionar a produção da sua propriedade através da gestão e ter melhores resultados. É muito difícil quantificar algumas questões de sustentabilidade ambiental, social e de governança corporativa (ESG, sigla em inglês) em termos de valores, pois envolvem modelos de trabalho, mas, quando você implementa um método de integração lavoura-pecuária (ILP), por exemplo, como implementamos em 700 hectares, e você é capaz de aumentar o nível de produtividade da sua soja em 7 sacas, é fácil falar que se tem uma rentabilidade maior usando a sustentabilidade. Mas, quando se tem um treinamento de pessoas, é mais difícil mensurar, você pode até diminuir erros, mas não dá para quantificar isso em dinheiro, em rentabilidade. No entanto, quando o processo melhora, há uma melhora como um todo, o que torna a propriedade mais eficiente e eficiência é sinônimo de sustentabilidade, porque se faz mais com menos.

Scot Consultoria: A integração lavoura-pecuária (ILP) tem inúmeros benefícios que visam a produtividade e sustentabilidade. Você acredita que exista alguma barreira para o produtor não aderir ao ILP?

Vanessa Chiamulera: Na verdade, essa é uma das muitas ferramentas de sustentabilidade que nós podemos utilizar, temos o plantio direto, a intensificação de pastagens, o pastejo rotacionado, são inúmeras alternativas. Então, se uma ferramenta não funciona para mim, eu preciso buscar o que funciona, sabendo da aptidão da minha área, sabendo as características do solo e, numa mesma propriedade, é possível ter diversos cenários e utilizar diferentes ferramentas. Todo produtor tem uma área de fundo, é interessante não a deixar de lado e pensar em estratégias que podem ser diferentes ou não, para toda a propriedade, apesar das características e necessidades diferentes. Temos que tentar otimizar os recursos que temos na fazenda, então se não posso implementar o ILP, vou buscar alternativas, através da informação e participando de eventos como o Encontro de Intensificação de Pastagens (EIP) da Scot Consultoria.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja