• Segunda-feira, 20 de maio de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

A gestão de pessoas para bons resultados na pecuária

Izabela Inforzato é psicóloga e gestora de pessoas pela FGV, Izabela Inforzato

Terça-feira, 26 de setembro de 2023 - 18h00
-A +A

Izabela Inforzato é psicóloga e gestora de pessoas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e consultora em Gestão de Pessoas no agronegócio pela Humani Desenvolvimentos. É a quarta geração de sua família como produtores rurais.


Scot Consultoria: O processo de dar e receber feedback é considerado, muitas vezes, um problema, tanto para os gestores que dão, quanto para os colaboradores que o recebem. Como realizar corretamente o processo, oferecendo um feedback construtivo?

Izabela Inforzato: A ferramenta de feedback se torna eficiente quando é usada de maneira humanizada. Por ser uma ferramenta de comunicação, tem como objetivo abordar algum comportamento ou atitude que o colaborador mostrou, tanto negativo como positivo. Acredito que deva ser utilizada para mostrar o caminho para melhorar e não para punir, pois o uso frequente e correto do feedback proporciona o desenvolvimento do colaborador e pode gerar melhor desempenho.

Scot Consultoria: Em um ambiente rural, é comum haver casos em que o colaborador trabalha e mora sozinho na propriedade, portanto, o isolamento pode ser um desafio emocional para alguns. Como é possível trabalhar com a saúde emocional do colaborador que se encontra nesta situação?

Izabela Inforzato: É de responsabilidade do gestor proporcionar um ambiente acolhedor para os colaboradores. Nos tempos atuais, estamos vivenciando a preocupação do gestor em cuidar do desenvolvimento emocional do colaborador, além das questões da moradia e do âmbito familiar. Como consequência, vemos que a produtividade nas fazendas tem melhorado.

Scot Consultoria: Desenvolver o espírito de liderança é desafiador. Como cultivar o senso de liderança nos colaboradores das propriedades rurais?

Izabela Inforzato: Sabemos que cada colaborador é líder de si mesmo e isso não difere nas atividades executadas dentro da fazenda. Mas, como mostrar isso para cada um deles? É possível conduzir uma equipe com o senso de responsabilidade, através do entendimento da importância do papel de cada colaborador dentro da cadeia de produção de alimento (carne, leite etc.). Não existe quem é mais ou menos importante, todas as atividades estão correlacionadas, portanto, todos são responsáveis pelo sucesso dessa produção.

Scot Consultoria: As atividades diárias em uma fazenda comercial, tanto de gado de leite, quanto de gado de corte são inúmeras e, é possível ter muitas distrações durante o dia a dia. Quais as principais estratégias para fazer uma gestão de tempo eficiente e aumentar a produtividade dentro da propriedade rural?

Izabela Inforzato: Sugiro o uso de matrizes de tarefas. A primeira ferramenta eficaz para essa gestão de tempo é a comunicação assertiva e com clareza a respeito do que precisa ser executado. Administrar as atividades pode parecer desafiador, mas, se bem planejadas com a equipe, se tornam leves, gerando, desta forma, um aumento da produtividade e a manutenção de uma equipe feliz.

Scot Consultoria: Conflitos entre colaboradores não só atrapalham a harmonia do ambiente, mas também o progresso nas atividades cotidianas. Sob a visão do gestor, como promover a empatia, comunicação e a compreensão entre membros da equipe para evitar conflitos?

Izabela Inforzato: É essencial que o gestor/líder promova a empatia entre todos os colaboradores, em todos os cargos. Além disso, é necessário que haja melhor comunicação, reuniões e se priorize o desenvolvimento emocional da equipe através de atividades em grupo, conduzindo os colaboradores ao senso do trabalho em equipe e sua importância.

Scot Consultoria: A rotatividade de colaboradores pode afetar a produtividade das fazendas. De curto à longo prazo, quais são os principais fatores para uma alta rotatividade dentro do âmbito rural e como trabalhar em prol da retenção dos colaboradores?

Izabela Inforzato: Entendo que um dos maiores indicadores de rotatividade nas fazendas é a falta do senso de pertencimento ao local do colaborador e de sua família, que está inserida dentro da propriedade. Costumo dizer que a família também está envolvida na fazenda e devemos olhar para ela.

Uma das formas para a retenção de talentos é entender os maiores desejos de seus colaboradores, inclusive pequenos desejos e sonhos. Muitos produtores acreditam que reter talentos é pagar “bem” e entendo que isso também é uma parte importante, porém o ambiente de trabalho, o “clima” da fazenda, é o que mais retém os colaboradores. Desenvolver pessoas é entender as particularidades de cada indivíduo.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja