• Segunda-feira, 20 de maio de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Tecnologias para melhorar a qualidade do gado e a competitividade do pecuarista

Gerente executivo de Compra de Gado da Minerva Foods, Marcus Molina

Terça-feira, 21 de março de 2023 - 06h00
-A +A

Médico-veterinário, pela UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, em 1992. Especializado em originação de bovinos para abate, com atuação no mercado de futuros e de opções. Trabalhou como gerente de compra de gado nos estados de São Paulo, Mato Grosso e Rondônia. Desde 2018 é gerente executivo de compra de gado da Minerva Foods, gestor de equipes de compra de gado em todas as unidades do Brasil.

Foto: Bela Magrela


Scot Consultoria: Como o momento de grandes exportadores de carne bovina no mercado internacional, como Estados Unidos, Uruguai e Argentina, em fase distinta quanto à expectativa de volumes embarcados, pode beneficiar o Brasil na abertura de novos mercados e aumento de marketshare?

Marcus Molina: O momento distinto de grandes players mundiais nos confere uma grande oportunidade de crescimento para as exportações brasileiras, tanto em volume, quanto em novos destinos, isto porque o Brasil deve entrar em um de seus maiores ciclos positivos, havendo maior disponibilidade de bovinos.

Scot Consultoria: A quais métodos você acredita que o pecuarista deva se atentar, em sua produção, para tornar-se mais competitivo no mercado?

Marcus Molina: Para se tornar competitivo, os pecuaristas precisam se atentar à eficiência e à padronização. Uniformidade do lote, precocidade do animal, bom peso ao abate, acabamento adequado de gordura e pH da carne são alguns dos aspectos que estão interligados a um processo produtivo bem-feito, que resultará em alto nível de qualidade ao produto, agregando valor e tornando este produtor mais competitivo no mercado.

Scot Consultoria: Como você avalia o impacto das flutuações sazonais no mercado do boi gordo em suas estratégias de aquisição de gado e formação de preços internamente?

Marcus Molina: A Minerva Foods sempre esteve atenta a essas flutuações. Temos uma equipe de Business Intelligence consolidada e ativa que nos auxilia nessa visão. A partir do diagnóstico do possível cenário à frente, discutimos as estratégias para cada unidade e desenvolvemos os planos de ação que são executados pelas equipes de compra de gado.

Scot Consultoria: Com base na sua experiência como gerente executivo de compra de gado, quais são as principais tendências e desafios que você enxerga no mercado do boi gordo em curto e médio prazos?

Marcus Molina: Infelizmente, estamos sujeitos às volatilidades do setor em relação aos preços, volumes e habilitações/desabilitações de mercados. Porém, a oferta e a demanda regem o mercado. Estar sempre atento ao ciclo pecuário para se posicionar corretamente frente ao comportamento do mercado e fomentar programas de fidelização são formas de minimizar o impacto dessas volatilidades.

Scot Consultoria: Qual é a estratégia adotada pela Minerva Foods para garantir a qualidade do gado adquirido e como vocês têm lidado com questões relacionadas à sustentabilidade e bem-estar animal? Há uma série de práticas que visam aproximar o produtor da indústria, como o Programa de Eficiência de Carcaça (PEC) ou o Laço de Confiança. Você poderia comentá-los rapidamente?

Marcus Molina: A nossa estratégia consiste na aproximação com o produtor, por meio dos programas Laço de Confiança e o PEC, em que desenvolvemos uma série de ferramentas e treinamentos para os pecuaristas e suas equipes na adoção de tecnologias, melhores práticas de produção, do ponto de vista de bem-estar animal, e sustentabilidade.

Laço de Confiança é o nosso programa de relacionamento, que atua no desenvolvimento de produtos e serviços, eventos técnicos e visitas a campo, para que produtores de todos os portes possam ter as ferramentas adequadas para produzir melhor. Já o PEC tem como objetivo a divulgação e reconhecimento das melhores práticas adotadas para a conquista de uma pecuária eficiente, por meio da integração da cadeia produtiva, aproximando o produtor, a indústria frigorífica e a pesquisa.

Scot Consultoria: Como a Minerva Foods tem utilizado tecnologias para melhorar a eficiência de suas operações de compra de gado e do processamento de carne, bem como garantir a rastreabilidade dos produtos?

Marcus Molina: A rastreabilidade é uma das grandes preocupações da Minerva Foods. Por meio de tecnologia de monitoramento geoespacial, monitoramos 100% de nossos fornecedores diretos no Brasil e no Paraguai, mais de 80% na Colômbia, cerca de 90% na Argentina, e temos como objetivo alcançar 100% no Uruguai até 2025. No Brasil, a empresa também disponibiliza o SMGeo Prospec, aplicativo que coloca na palma das mãos dos produtores agropecuários a mesma tecnologia utilizada em nosso sistema de monitoramento geográfico para que possam monitorar também os seus fornecedores.

Outra tecnologia adotada para melhorar os processos de gestão dos produtores, é o aplicativo Laço de Confiança que disponibiliza as seguintes funções: Imposto de Renda, PEC, desempenho de abates, romaneios, pesquisas e relatórios, clima (previsão do tempo) e agenda (calendário de abates e romaneios).


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja