• Sábado, 13 de julho de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Chuvas persistentes no Rio Grande do Sul


Sábado, 18 de maio de 2024 - 06h00

Fonte: Shutterstock


O Rio Grande do Sul declarou estado de calamidade pública, devido ao alto volume de precipitação e enchentes no estado.


Para efeitos de comparação, entre os dias 29/4 e 14/5 choveu 597,5mm em Porto Alegre, quase duas vezes mais que a média histórica para os dois meses completos (227,2mm). Em Bento Gonçalves, os volumes registrados neste mesmo período atingiram 961,8mm, quase quatro vezes acima da série histórica (254,6 milímetros).


A produção pecuária foi diretamente afetada pelas enchentes. Mesmo em regiões menos atingidas pelas chuvas, milhares de animais enfrentam o risco de falta de alimento e outros problemas ocasionados por bloqueios nas rodovias, danos de infraestrutura, interrupções no abastecimento de água, falta de funcionários e paralisação dos abates. Além disso, centenas de animais foram arrastados pela correnteza ou se afogaram em galpões inundados.


Previsões entre 22 e 28 de maio no país

A penúltima semana de maio será, em grande parte do Brasil, sem precipitação.


As exceções persistem nos extremos do país, especialmente no Rio Grande do Sul, onde são esperados volumes expressivos, podendo atingir até 135mm na região central do estado. O litoral nordestino receberá, em média, entre 55 e 95mm ao longo dos 7 dias, assim como o norte do Amazonas, Pará e Maranhão, com volumes esperados de até 55mm.


Para o período, a quantidade de estados dentro dos valores de referência é muito menor do que os que estão abaixo da média de anomalia. Na figura 2, é possível identificar da seguinte forma: áreas com tons marrons indicam que esses estados receberão menos precipitação, áreas em branco estão dentro da referência para o período e as verdes estão acima do esperado para os 7 dias. Destaque para o Rio Grande do Sul, onde o volume esperado é 100mm acima da normalidade.


Figura 1.
Previsão de precipitação acumulada entre 22 e 28 de maio, em mm.

Fonte: NOAA


Figura 2.
Anomalia de precipitação entre 22 e 28 de maio, em mm.

Fonte: NOAA



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja