• Sexta-feira, 12 de julho de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Argentina fervendo


Sexta-feira, 9 de fevereiro de 2024 - 16h00

Foto: Unsplash


Há alguns dias, a Argentina vem enfrentando ondas de calor, com temperaturas acima de 40ºC e a presença de massa de ar seco. As agências de meteorologia do país vêm emitindo alertas para os próximos dias, já que uma baixa e espaçada precipitação é esperada para algumas regiões, mas a situação deve levar um tempo para melhorar. A expectativa é de que a onda de calor continue, ao menos até 10 de fevereiro. 


Figura 1.
Temperatura máxima na Argentina, entre 28 de janeiro e 3 de fevereiro, em ºC.



Fonte: CPC/NOAA.


Figura 2.
Anomalia de temperatura entre 28 de janeiro e 3 de fevereiro, na Argentina, em ºC.



Fonte: CPC/NOAA.


De acordo com a Bolsa de Comércio de Rosário, a safra de soja estava indo muito bem até a chegada da onda de calor e a falta de chuva. Com isso, as perspectivas de uma safra recorde começam a minguar.


De acordo com o último relatório da Bolsa de Cerais de Buenos Aires, somente 36% das lavouras de soja estão em boa/excelente condição, 50% em situação regular e 14% em situação ruim/péssima.


Para o milho, houve baixa na classificação das condições hídricas em 15,4 pontos percentuais (p.p.) e as lavouras se encontram num estágio crítico de desenvolvimento.


Para os próximos relatórios, cortes na safra de soja e milho são esperados, mas não devem ser tão significativos. Tudo irá depender de como a situação climática se estenderá pelo país.


Figura 3.
Plantação de milho sofrendo com a seca em Córdoba.



Fonte: Infocampo.



Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja