• Sábado, 25 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Carta Insumos - Aperto na margem do pecuarista


Quinta-feira, 26 de maio de 2022 - 17h30

Foto: Scot Consultoria


A dependência da importação de insumos agropecuários nos coloca em um cenário de incerteza e exposição a fatores externos que impactam diretamente nos preços dos produtos.


Foi o que aconteceu com a pandemia de covid-19, que afetou diretamente a produção e as cadeias globais de abastecimento gerando escassez de insumos e produtos, com custos além do esperado afetando todo o setor. Além disso, a desvalorização do real frente ao dólar pesou na formação de preços dos insumos importados.


Recentemente, o conflito entre Rússia e Ucrânia elevou os preços das commodities, principalmente no petróleo e derivados, incluindo os fertilizantes.


Indicador de preços

Diante do cenário de volatilidade de preços dos insumos agropecuários, ficou ainda mais importante o monitoramento de preços e de oportunidades. Nesse sentido, os custos de produção podem ser analisados através do Indicador de Custo de Produção da Scot Consultoria (ICPSC), por exemplo, onde as cotações de fertilizantes, concentrados proteicos, concentrados energéticos, suplementos minerais, combustíveis, defensivos e produtos veterinários são monitoradas regularmente. 


Este índice considera a variação de cada categoria de produto com sua respectiva participação dentro de um sistema produtivo, não representando a variação do custo de produção na propriedade, mas indicando os movimentos do mercado. 


Ao analisar os custos para os três sistemas de produção, sendo eles a pecuária de baixa e alta tecnologia e o confinamento, entre o primeiro semestre de 2020 e os primeiros quatro meses de 2022, observa-se constantes altas ao longo do período analisado. 


No período analisado, o custo de produção da pecuária com alta tecnologia subiu de 63%, a de baixa tecnologia 62% e o confinamento 48% (figura 1).


Figura 1.
Comportamento semestral da variação do índice de custo de produção da Scot Consultoria para diferentes sistemas de produção.



*até abril
Fonte: Scot Consultoria
 


No período analisado, apenas os concentrados energéticos e proteicos apresentaram uma ligeira redução, os demais insumos que compõem o índice subiram. 


O destaque vai para os fertilizantes e defensivos, que aumentaram 81,5% e 86,1%, respectivamente, em 2021. Veja na figura 2. 


Figura 2.
Variação anual da cotação dos insumos que compõem o índice de custo de produção da Scot Consultoria.



*até abril
Fonte: Scot Consultoria


Variação dos custos e do boi gordo

Ao analisar a variação do índice de custo de produção da Scot Consultoria de janeiro de 2020 a abril de 2022, os custos de produção aumentaram 81%, 84% e 57% para a pecuária de baixa tecnologia, alta tecnologia e confinamento, respectivamente. Já a referência para o boi gordo em São Paulo caiu 38% no mesmo período (figura 3). 


Figura 3.
Variação mensal do índice de custos de produção da Scot Consultoria (ICPSC) para três sistemas de produção e do preço da arroba do boi gordo em São Paulo. Janeiro de 2020=base 100.



Fonte: Scot Consultoria 


Ao considerarmos o cenário de alta nos custos de produção envolvidos na atividade pecuária e a queda do preço do boi gordo, a margem ao pecuarista caiu 43% nos sistemas de baixa tecnologia, 46% no de alta tecnologia e 20% no sistema de confinamento, entre janeiro de 2020 a abril de 2022. 


Considerações finais

O cenário pela frente é desafiador, alta nos insumos e demanda fraca reduzem a perspectiva de melhora nas margens do produtor.


Planejar e gerir os riscos do sistema de produção devem fazer parte do dia a dia do produtor, auxiliando as decisões e possibilitando melhores margens. 


Referências

Compilado de dados da Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook