• Quinta-feira, 30 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Carta Leite - Cenário da produção de leite no Brasil


Quinta-feira, 7 de abril de 2022 - 10h00

Foto: Scot Consultoria


Em 15 de março, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou os resultados da Pesquisa Trimestral do Leite.


Segundo o relatório, que apura o volume de leite adquirido e industrializado pelos laticínios brasileiros com inspeção municipal, estadual e federal em 2021, foram captados 25,1 milhões de litros em 2021, uma queda de 2,2%, ou 561,9 mil litros, em relação a 2020 (figura 1). 


Figura 1. Volume de leite adquirido pelos laticínios brasileiros, em 2020 e 2021, em bilhões de litros.


Fonte: IBGE


Impactos do clima na produção agropecuária 

O fenômeno La Niña derrubou a produção leiteira no último trimestre de 2021. A estiagem na porção ao Sul do Brasil, que perdura – em menor intensidade – até o momento, prejudicou as bacias leiteiras do Paraná e Rio Grande do Sul, importantes produtores. 


Os déficits de precipitação em relação à normal climatológica atingiram os 300 milímetros em boa parte do Mato Grosso do Sul, com exceção à região nordeste do estado, e em todo o território de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul (figura 2). 


Figura 2. Anomalia de precipitação, em milímetros, em outubro, novembro e dezembro de 2021.


Fonte: Inmet


Os impactos não foram sentidos apenas na produção leiteira.


A região Sul tem papel importante na produção de milho de primeira safra. A estiagem sofrida na região, levou a uma severa quebra. 


A previsão é de queda de 32% no Rio Grande do Sul, de 0,8% em Santa Catarina e de 11,4% no Paraná, totalizando 1,8 milhões de toneladas a menos em relação à safra 2020/21. 


O cenário não foi diferente para a soja, cuja produção também caiu. 


Está prevista uma queda de 41,7% na produção da safra atual frente à anterior, equivalente a 17,9 milhões de toneladas. Em Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná estima-se recuos de 46%, 10% e 40,9% na produção, respectivamente, na mesma comparação. 


Os preços das sacas dos grãos, que já estavam em patamares elevados, tiveram aumentos expressivos a cada revisão para baixo da produção estimada pelos órgãos oficiais ao longo dos últimos meses. 


Custo de produção

Os impactos do clima não foram a única adversidade que o produtor encontrou. Tivemos aumentos no custo de produção, principalmente com a alimentação concentrada, devido ao cenário exposto. 


Entretanto, não só a alimentação concentrada pesou no bolso do produtor, a cotação dos fertilizantes, combustíveis e suplementos minerais também subiu. 


Expectativa de produção de leite 

Segundo estimativa da Scot Consultoria, a produção de leite de vaca no Brasil deverá ser de 34,8 bilhões de litros em 2021, queda de 1,7% na comparação feita ano a ano (figura 3). 


Figura 3. Produção total de leite de vaca no Brasil.


Fonte: IBGE – Elaborado pela Scot Consultoria 


Em 2022, com os custos de produção pesando, a expectativa é de produção em queda, ou num cenário otimista, de manutenção da produção.



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook