• Segunda-feira, 21 de agosto de 2017
Scot Consultoria

Voltando aos patamares pré-delação


Sexta-feira, 4 de agosto de 2017 - 17h00

-A +A

por Leandro Bovo

Médico veterinário, pós-graduado pela ESPM, mba em finanças pelo Insper-SP e diretor da Radar Investimentos.


Foto: rowanmarketing.com.br

 


A trajetória de alta desenvolvida pelo mercado futuro nas últimas semanas permanece intacta e todos os vencimentos da curva continuam recuperando o terreno perdido e caminhando no sentido de recuperar os patamares anteriores à delação dos executivos da JBS. Aliás, esse fato não é verdadeiro apenas para o mercado de boi gordo, mas também para a maioria dos ativos financeiros negociados na bolsa brasileira. Acompanhe na tabela 1.




Como podemos observar na tabela 1 a única variável que ainda está significativamente abaixo do seu patamar pré-delação é justamente o boi no mercado físico, que sofreu além dos efeitos da delação, também os efeitos do final da safra de bois a pasto que vinham sendo represados desde a carne fraca em meados de março. Pelas altas do Índice Esalq nos últimos dias e pelo encurtamento das escalas de abate em todo Brasil, aparentemente estamos caminhando para diminuir esse diferencial, porém, se tivermos a curva de preços futura como base, esse fato só ocorrerá em outubro de 2017.


A boa notícia para os produtores é que com a alta do mercado futuro, o custo de aquisição de seguro de preço mínimo tem caído bastante e os valores voltaram a ficar competitivos. Hoje um seguro de preço mínimo para outubro de nível R$130,00/@ pode ser comprado por R$1,25/@, para quem quiser gastar um pouco menos o de nível R$125,00/@ sairia por R$0,40/@. Com a queda do custo da alimentação no confinamento, esses preços mínimos garantem uma margem mínima interessante frente ao custo da arroba engordada. Geralmente a demanda por esse tipo de proteção tende a aumentar muito com o mercado em queda, que é justamente onde esses seguros acabam ficando mais caros. O ideal é aproveitar a maré favorável para comprar proteção para a produção que já esteja no cocho, porém desprotegida.



http://scotconsultoria.com.br/bancoImagensUP/170804-artigo-1.jpg

<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar
Scot - Facebook Leite
 
Scot - Facebook Scot - Twitter Scot - Youtube Scot - Instagram Scot - Rss

Newsletter diárias

Receba nossos relatórios diários e gratuitos

TV Scot

Rádio Scot



Loja

Facebook



  • Copyright 2017, Scot Consultoria, Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 – Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000 | +55 17 3343 5111

Receba nossos relatórios diários e gratuitos